Arquivo da tag: ZX Spectrum

Multipaint

Então, você está aí, cansado de não fazer nada no Carnaval, e quer produzir algo, certo? Que tal um desenho, uma pixel art para sua plataforma retro favorita? Existem várias ferramentas para desenho em pixel art. Entre elas podemos destacar o Pixel Polizei, o Pixilart e o Piskel.

Mas existem ferramentas offline que podem ser usadas para desenho, com as limitações de modos gráficos de micros clássicos, como o Commodore 64, o ZX Spectrum ou o MSX 1. E uma das mais conhecidas é o Multipaint.

Ele tem versões para Windows Mac OS X e Linux, foi escrito em uma linguagem chamada Processing, e no site tem uma pequena mas curiosa galeria de imagens. Se você está querendo se aventurar pela pintura… Olha uma boa ferramenta aí!

Chibi Akuma, do Amstrad CPC, agora para MSX e ZX Spectrum

O desenvolvedor Keith S. fez para Amstrad CPC os jogos da série Chibi Akuma. Agora ele quer portá-los para MSX (usando V9990) e ZX Spectrum. Logo, ele está fazendo uma captação de recursos no Patreon, para apoio ao desenvolvimento desses jogos. Se você participar (USD$ 1 por mês, tô pensando em dar uma força), serão duas atualizações semanais de como vai o desenvolvimento.

Gostou da ideia? Então confira lá no Patreon dele.

Uma análise do Timex Sinclair 2068

O CP-400 TS2068 foi o único modelo de de ZX-Spectrum a aportar oficialmente em terras estadunidenses através da Timex Sinclair e que aproveitou para introduzir algumas mudanças interessantes ao projeto e este é o vídeo do Modern Vintage Game contendo uma simpática análise sobre o computador, trazendo história, de máquina desmantelada e até uma modificação para animar esta manhã de natal.

( Retro Computing no Google+ )

O retorno do pistoleiro…

Lançado pela Ultimate Play  The Game em 1985 o jogo Gunfright é um jogo de faroeste com visual isométrico onde você é o xerife da pequena e pacata cidade de Black Rock e sua missão de manter a lei e a ordem. O jogo saiu originalmente para ZX Spectrum mas também teve versões conversões para Amstrad CPC e MSX.

Agora em 2017 surge uma versão estendida dele, o Gunfright Returns – Reloaded (não sou eu quem dá os nomes), pela mãos dos mais intrépidos programadores russos deste lado do Mississípi. — TomCaT , GoodBoy, tiboh e Panda. Entre as novidades estão música de fundo*, efeitos sonoros, suporte a mouse nos mini-games, possibilidade de escolher cidades aleatórias etc.

(*) Tanto a música como os efeitos vieram da versão do Amstrad CPC.

( Indie Retro News )

Episódio 81 – Jogos de Corrida – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Adrenalina! Cheiro de gasolina! Sexta marcha! 300Km/h! Jogos retro de corrida!

Nesta parte do episódio

Muita velocidade nos anos 80 e 90 em arcades, videogames e computadores.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 81
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 64 minutos
  • Músicas de fundo: Outrun
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Episódio 81 – Jogos de Corrida – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Adrenalina! Cheiro de gasolina! Sexta marcha! 300Km/h! Jogos retro de corrida!

Nesta parte do episódio

Muita velocidade nos anos 70 e 80 em arcades, videogames e computadores.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 81
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 66 minutos
  • Músicas de fundo: Rally-X
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

[UPDATE] Kickstarter do dia: Nogalious, o jogo.

Nogalious é um jogo (na verdade a proposta é que seja uma trilogia), onde veremos a história de Marieta, a filha do herói que é capturada pelo malvado Darama. Bem, essa é uma desculpa para termos uma aventura em 2D com 5 universos, inspirados pela “era de ouro dos jogos de 8 bits“.

O plano original é que o jogo tenha versões para MSX, Amstrad, ZX-Spectrum e Commodore 64, além de Windows, Mac OS X, Linux e a Steam. Se atingir valores maiores, versões para Nintendo 3DS, Microsoft Xbox,PS Vita, Nintendo Switch e Sony Playstation 4 também sairão (mas aí tem que bater 500 mil euros).

A capa é do Alfonso Azpiri (sim, ele deixou o desenho pronto antes de falecer), e a ficha no Kickstarter traz várias recompensas, e novas metas. Bem, no momento em que escrevemos esse post, está em 4757 euros, de um total de 25 mil euros. Faltam hoje 17 dias. E é possível comprar uma cópia digital dessa forma, o que me animou a participar do processo. Dê um pulinho no site (clica na imagem lá em cima) e veja se a proposta te anima a colaborar.

UPDATE: Os primeiros 500 que chegarem lá e casarem 7 euros na mão dos desenvolvedores, poderão pegar uma cópia digital do jogo, para MSX. Eu colaborei, já garanti minha cópia. E você?

vDriveZX, o microdrive para o seu Sinclair em 2017.

Se você é usuário dos micros criados por Sir Clive Sinclair (ZX-Spectrum, Sinclair QL, etc), é possível que você tenha tido contato com os microdrives. E todos os problemas, as agruras e as (poucas) alegrias de usar aquela fitinha rápida e sem fim para armazenamento de dados.
Pois então, foi desenvolvido o vDriveZX, uma solução que substitui o Microdrive por algo bem mais comum e eficiente nos dias de hoje: cartões SD. E o Retrogamescollector fez uma matéria longa, explicando sobre microdrives e seu substituto… E com direito a vídeos também. Dê um pulinho para ler.

Uma entrevista para fechar o feriadão.


Falamos recentemente do falecimento de Alfonso Azpiri, notório ilustrador espanhol. Mas essa entrevista é com Alfonso Fernández Borro, que fez os gráficos de uma grande quantidade de jogos, entre eles: R.A.M., Viaje al Centro de la Tierra, Rock’n Roller, Gremlins 2, Zona 0 e Casanova. É uma entrevista longa e em espanhol, mas é interessante, para saber sobre as limitações da época, para Amstrad CPC, ZX-Spectrum, MSX e IBM-PC, e como eles lidavam. Vale a lida.