Arquivo da tag: Space Invaders

Lunar Rescue para MSX (e parentes próximos)

Em desenvolvimento, e já bem avançado, por Tony Cruise do canal Electric Adventures. Este jogo clássico da Taito apareceu nos fliperamas brasileiros ao mesmo tempo que o Space Invaders (embora seja um ano mais recente). Na verdade, foi o primeiro jogo dotado de microprocessador no qual este humilde escriba botou as mãos sujas, lá pelos idos de 1979.

A adaptação para a tela horizontal e a adição de cores ficaram, na minha humilde opinião, muito boas.

A ideia é lançar simultaneamente versões para MSX1, ColecoVision e SVI-328, três arquiteturas muitíssimo parecidas. Nos comentários do YouTube sugeri incluir Sega SG-1000, igualmente similar, e o Tony mostrou-se aberto à ideia. Aguardamos ansiosamente a versão final.

(Via Clube MSX)

Episódio 111 – Dossiê Space Invaders – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 111 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Um episódio 100% dedicado a esses caras aí:

https://openclipart.org/detail/169454/space-invaders-by-rones

Nesta parte do episódio

Não deu tempo de acabar de listar todas as versões e sequencias na parte passada, então acabamos nesta parte.

E, finalmente, falamos das variações e de todos os shooters, ou mata-marcianos para os hispanohablantes, surgidos depois e a partir do Space Invaders.

Links do podcast

Música de fundo

Sei lá, estamos destruindo os alienígenas da fase…

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do podcast estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Episódio 111 – Dossiê Space Invaders – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 111 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Um episódio 100% dedicado a esses caras aí:

https://openclipart.org/detail/169454/space-invaders-by-rones

Nesta parte do episódio

Contamos a história da Taito (não esquecemos da parceria com a Midway), da Taito no Brasil e do “pai” Tomohiro Nishikado.

Com tudo isso pra lá, finalmente falamos dos aspectos técnicos de Space Invaders, do impacto do jogo no mercado de arcades, das versões e sequencias.

Links do podcast

Música de fundo

Sei lá, estamos destruindo os alienígenas da fase…

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do podcast estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Não era minha ideia postar isto. Fui coagido.

Estávamos conversando no chat, eu, Ricardo Pinheiro, e Giovanni Nunes. Os outros dois diretores estavam offline. O assunto era linguagem C. O Ricardo falou algo e eu respondi uma gaiatice com uma letra de música. Qual, não vem o caso. Aí começa a coação: o Ricardo quis que eu publicasse a gaiatice aqui no blog.

Eu argumentei que só tinha duas estrofes. Só admitiria publicar se estivesse completo, como aquela outra que eu fiz anos atrás e que nunca viu a luz do dia. Aquela do Raul.

Aí o Ricardo exigiu, peremptoriamente, que eu publicasse aquela. Não tive mais argumento pra recusar. Então lá vai.
Continue lendo Não era minha ideia postar isto. Fui coagido.

Repórter Retro 039

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 39 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Músicas sortidas

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.