Arquivo da tag: Mecanismo de Anticítera

Repórter Retro 069

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 069 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Random Chiptune Mix 27

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do Repórter Retro estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Isso é que é retro, o resto é conversa!

Alguns já ouviram falar de computadores analógicos. Na primeira aula de Introdução à Computação em escolas técnicas e faculdades, todo professor que se preza explica que um velocímetro de automóvel pode ser considerado um computador analógico, etc e tal…

Mas você já ouviu falar do mecanismo Antikythera? Bem, nem eu. Mas o nosso amigo Raimundo Nonato (não é aquele, é esse) nos passou esse link e esse deve ser o mais antigo computador já criado pelo homem (se não levarmos em conta o ábaco).

Vamos explicar: Esse mecanismo foi feito para calcular posições dos astros (astronômicas, não astrológicas!), e foi recuperado em um naufrágio, conhecido como o naufrágio de Antikythera. Mas ele só foi melhor compreendido depois de uma visita do pesquisador mundialmente conhecido Jacques Cousteau ao naufrágio, em 1978. O mecanismo original data do início do primeiro século AC, e o mais impressionante é que a sua complexidade em termos de engrenagens só foi vista no século XV, com a manufatura dos primeiros relógios mecânicos. Em 2006 apenas é que foi determinada a sua real função.

Impressionante, não? Então, temos aqui um vídeo a respeito:

E, como não podia deixar de ser… O reconstruíram em LEGO:

Então, é retro o bastante para você?