Arquivo da tag: VCS 2600

Livro sobre programação de jogos

Dois livros bem interessantes de autoria da 8bit WorkshopSteven Hugg — que estão a venda. No primeiro, Making Games For The Atari 2600, você aprende sobre programação de jogos em assembly para icônico console da Atari. No outro, Making 8-Bit Arcade Games in C, você aprende a programar utilizando a linguagem C em diversos modelos de máquinas de arcade clássicas baseadas no microprocessador Z80. Em ambos os livros você utilizará um ambiente de desenvolvimento que integra  editor, depurador e um emulador do hardware etc.

Cada livro custa US$12,00 e são vendidos através do Gumroad.

Jogos 80 edição 18 no ar.

E depois de um longo e tenebroso inverno de 18 meses (explicados no editorial), a Jogos 80 retorna na sua 18a edição, com pouco mais de 80 páginas, falando de vários assuntos. Um deles é da trindade de 1977, sobre a qual nos debruçamos em 3 episódios nesse ano, a saber: Apple II, TRS-80 e Commodore PET. Tudo bem que eles não falaram do último, mas nesse episódio falamos do 3o quarentão citado na revista, o Atari 2600.

Além deles, temos artigos sobre a CBI-95 (Interface de drive para o TK-90X feita no Brasil), jogos para MSX (como Tina’s Adventure Island) e CoCo (como Downland), um papo sobre o trabalho bacana da More Work Games, fazendo jogos novos para Atari 2600… E é claro, o documentário 1983: O Ano dos Videogames no Brasil tem espaço. E por aí vai, tem muita coisa interessante. Para baixar, clique na imagem aí de cima, e pegue o PDF no site. Tenho certeza que você terá horas bem divertidas de leitura! Como sempre, vale muito a pena.

Episódio 81 – Jogos de Corrida – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Adrenalina! Cheiro de gasolina! Sexta marcha! 300Km/h! Jogos retro de corrida!

Nesta parte do episódio

Muita velocidade nos anos 70 e 80 em arcades, videogames e computadores.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 81
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 66 minutos
  • Músicas de fundo: Rally-X
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

A New Marauder, para Atari 2600.

Não falamos de retrogaming aqui por motivos que vocês já sabem, mas aqui abrimos uma exceção. A New Marauder é um jogo homebrew  feito no Brasil para Atari 2600. A produtora, More Work Games, pegou a mecânica do Marauder original (Tigervision, 1982) e fez um jogo com fases completamente novas. Vale lembrar que o Marauder é, na prática, um clone simplificado do Berzerk, da Atari (um jogo simples e tão divertido, que me espanta não ter uma versão dele para outras plataformas além dos videogames e micros Atari). Já o A New Marauder é um jogo completo, desde a caixa (com cartuchos novos) passando por manuais, folhetos, caixa… E a qualidade supera a maioria dos jogos da época. O bacana é que eles não pretendem parar nesse jogo, querem fazer mais. Então, tire o escorpião do bolso e compre sua cópia, seu Atarimaníaco inveterado!

O curioso caso do Atari 2600 “Graduate”

Já falamos de micros que viraram videogames (Episódio 14, no longínquo ano de 2011), e bem menos de videogames que viraram micros.
O Atari VCS 2600 teve diversos add-ons que prometiam transformar um videogame; Curt Vendel nos conta a história do Atari CX-3000 Graduate, um computador “de verdade” (e não os add-ons que meio mundo fez) que tinha seus próprios periféricos… ou teria, se não tivesse sido vítima dos cortes que James Morgan fez em setembro de 1983, na última tentativa da Warner de recuperar a Atari.

(Cláudio Piccolo no FB)

Micros clássicos no decatlo

A cerimônia de abertura das Olimpíadas é daqui a algumas horas, e até lá vamos nos distrair com Activion Decathlon. É, Decathlon.

Começando, claro, com o Atari 2600:

E os Atari de 8 bits estão aqui, ó:

Aqui, um Atari 800XL, um projetor e um tapete de dança:

Tem Colecovision? Tem sim!

Se não tivesse para C64 a fúria de Jack Tramiel cairia sobre os jogos:

E tem o MSX chegando na disputa:

Nenhum joystick de micro clássico foi destruído na confecção deste post. Pelo menos os nossos.

Episódio 67 – Jogos Olímpicos – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

De 4 em 4 anos acontecem os Jogos Olímpicos, e com a tocha sendo acesa perto do QG do Retrocomputaria, resolvemos fazer um podcast sobre o assunto, medalha de ouro em piadas sem graças e em micros clássicos.

Nesta parte do episódio

Depois de uma discussão sobre o surgimento da maratona, vamos à Fan Fest no Atari 2600 e passamos por Moscou 1980 e Los Angeles 1984 (e o joystick não sobreviveu ao Decathlon, apesar de todos os truques dos participantes)

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Os desenhos atarianos de Joe Decuir

Joe Decuir, designer dos Atari 2600, 400 e 800, disponibilizou seus cadernos de desenhos para Kevin Savetz escanear e publicar no Internet Archive – ah sim, estes cadernos são de 1977, com a promessa de que os cadernos de 1978 serão escaneados e publicados logo. E, claro, o pessoal do AtariAge já tá procurando coisas interessantes.

Screenshot - 27-06-2016 - 10:42:10

(via)

Repórter Retro Nº 014

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.