Uma máquina famosíssima que usa processador 6502 fez 30 anos

O aniversário de lançamento foi há 3 semanas, no dia 26 de outubro. E nós deixamos passar batido. Imperdoável da nossa parte, é uma máquina que marcou uma geração, talvez tanto quanto o Apple II:

poster-a3-do-filme-o-exterminador-do-futuro-1-14621-MLB186853273_1435-F
O T-800! Em algumas cenas do filme original (aquele no qual o Arnoldão é o vilão), o “ponto de vista em primeira pessoa” do robô assassino mostra um código de máquina que é assembly do MOS 6502, tirado de uma listagem na revista Nibble. Além de código de máquina, também há o texto de saída de um aplicativo chamado Key Perfect:

Exterminador-do-Futuro-lendo-os-códigos-de-um-Apple-II-na-linguagem-6502-Assembly
Quanto ao T-1000, não sabemos. Talvez seja ARM.

(UOL Cinema)

Sobre Juan Castro

Juan Castro é uma das mentes em baixa resolução que cometem o Retrocomputaria – a única cujo Micro Formador não foi o MSX (e sim o TRS-80). Idealizador, arquiteto e voz do Repórter Retro. Com exceção do nome, que foi ideia do Cesar.

3 pensou em “Uma máquina famosíssima que usa processador 6502 fez 30 anos

  1. O Bender foi feito com ‘surplus’ de guerra, ou seja, ponta de estoque de CPUs do T-800. Já o T-1000 usava um Z8000.
    A razão pela qual o Z8000 não fez muito sucesso é que o John Connor voltou no tempo e convenceu a IBM a usar em seu lugar os chips da Intel da família x86 pois essa arquitetura, por mais que pudesse evoluir, não serviria para fazer uma máquina mais inteligente do que uma lavadora de louças, rsrs!

Os comentários estão fechados.