Laser Squad para MSX, reloaded (again!)

Para comemorar seus 14 anos no ar com o MSX Files, o colega (e fudeba) José Lúcio “SLotman”, presenteou a comunidade MSX com uma conversão, ou melhor, um serviço de utilidade pública de consertar (mais) uma conversão mal feita vinda de ZX Spectrum. O jogo em questão é o Laser Squad que pela temática e modo de operação pode ser considerado um precursor do X-COM (que, diga-se de passagem tem uma versão para ZX Spectrum vinda lá na Rússia)!

Então eu baixei o jogo, dei uma jogada, percebi que precisava ler o manual com calma antes de tentar novamente mas foi aí que algo que o SLotman escreveu ficou martelando na minha cabeça:

“(…) Mas a única versão disponível era a versão Italiana. Em Italiano. E que só carregava em MSX2 com mapper – especificamente devido a uma tela de carregamento de MSX2 que eles puseram no jogo, que consiste apenas de um pouco de texto na tela. (…)”

Como assim? Só uma tela boba com texto escrito? Confesso que nem quis ver qual era a cara da tela original feita pelos italianos, pois me recordei que o Atari ST teve versão deste jogo e, obviamente, uma tela de abertura que poderia ser convertida (quase que) facilmente para um MSX2 (ambos tem modos de vídeo com cores em 9-bit). E depois de alguns ajustes:

LaserSquad_MSX2

Mas aí olhei para aquela tela de abertura vinda da versão do ZX Spectrum e resolvi também ajeitar uma nova tela para o MSX1 (e lá vou eu usar o Graphos III). Afinal, no final, ficou assim:

LaserSquad_MSX1

Aí, como uma coisa vai levando à outra e eu já estava mexendo no carregador para colocar um mecanismo de seleção da tela de abertura de acordo com o modelo de MSX e percebendo que precisaria voltar as cores para o original no caso dos MSX2. Resolvi logo colocar um novo conjunto de cores. Do lado esquerdo a versão padrão de MSX1 e do lado direito a versão de MSX2 com cores levemente alteradas:

LaserSquad GAME

Por último foi colocar no disquete um MSX-DOS e um arquivo batch para carregar os MAPPER.COM (para o caso de se estar em MSX-DOS2) e TURBO.COM (para ficar em 3,54MHz, pois o jogo não gosta) — ambos utilitários provenientes de um outro grande fudeba o Daniel Caetano) — e pronto! Uma nova cara para um jogo antigo e que pode ser baixado aqui (imagem de disco, 720KB):

E para usuários de MSX2 que quiserem jogar na versão de MSX1, um recado: basta manter pressionada a barra de espaço, ou o botão 1 do joystick 1, durante o carregamento!

7 pensou em “Laser Squad para MSX, reloaded (again!)

  1. Eu não gosto desse tipo de jogo, mas a tela ficou linda.
    Parabéns pelo trampo.

    1. Pois é, justamente uma mostra que só faltava um mínimo de esmero por parte das produtoras/conversoras de jogos em querer fazer algo legal…. no MSX2 a tela é a do Atari ST com as coisas ajustadas para uma largura menor e a do MSX1 (bem, veja-a em uma TV pra descobrir uma cor inteiramente nova!).

  2. EXCELENTE TRABALHO GIOVANNI!

    Valorizou ainda mais o esforço de SLotman.

    As telas de abertura ficaram SHOW DE BOLA.

    Não sabia que você também trabalhou as cores na versão MSX2.

    Parabéns para ambos, SLotman e Giovanni.

    Já dizia um tal de Steve (não Jobs):

    “Developers, developers, developers!”

    1. Tanto o ST quanto o MSX2 tem as mesmas paletas de cores (512 cores, em RGB de 9-bit) porém em resoluções bem diferentes, o primeiro tem 320×200 e o outro 256×212. Comparando as duas telas dá pra ver o que eu fiz. E no caso da tela do MSX1 há duas combinações de cores horizontais que produzem cores novas, são elas ciano (7) com verde claro (3) — verde piscina — e vermelho claro (9) com magenta (13) — rosa — e é um color artifacting provocado não pelo display (TV, monitor, etc) e sim pelos nossos olhos que se enrolam em distinguir as duas 🙂

  3. A tela de MSX2 ficou realmente excelente. Mas a de MSX1 infelizmente ainda é muito monocromática, não parece MSX.

    Só pra ver se era possível (e se eu conseguia), usei a sua tela de MSX2 (e partes da de MSX1) como base para criar uma verdadeira tela multicolor de MSX1. Interessado? 🙂

    1. Legal! Eu pensei em convertê-la ou então em dar uma levemente colorizada mas preferi (por enquanto) apenar fazer algo que não fossem caracteres brancos com fundo azul… 🙂 Mas mande aí que eu fecho este release 🙂

Os comentários estão fechados.