Arquivo da tag: Windows

[UPDATE] Kickstarter do dia: Nogalious, o jogo.

Nogalious é um jogo (na verdade a proposta é que seja uma trilogia), onde veremos a história de Marieta, a filha do herói que é capturada pelo malvado Darama. Bem, essa é uma desculpa para termos uma aventura em 2D com 5 universos, inspirados pela “era de ouro dos jogos de 8 bits“.

O plano original é que o jogo tenha versões para MSX, Amstrad, ZX-Spectrum e Commodore 64, além de Windows, Mac OS X, Linux e a Steam. Se atingir valores maiores, versões para Nintendo 3DS, Microsoft Xbox,PS Vita, Nintendo Switch e Sony Playstation 4 também sairão (mas aí tem que bater 500 mil euros).

A capa é do Alfonso Azpiri (sim, ele deixou o desenho pronto antes de falecer), e a ficha no Kickstarter traz várias recompensas, e novas metas. Bem, no momento em que escrevemos esse post, está em 4757 euros, de um total de 25 mil euros. Faltam hoje 17 dias. E é possível comprar uma cópia digital dessa forma, o que me animou a participar do processo. Dê um pulinho no site (clica na imagem lá em cima) e veja se a proposta te anima a colaborar.

UPDATE: Os primeiros 500 que chegarem lá e casarem 7 euros na mão dos desenvolvedores, poderão pegar uma cópia digital do jogo, para MSX. Eu colaborei, já garanti minha cópia. E você?

Programar em C para MSX no Windows ficou mais fácil.

Não, não inventaram ainda uma ferramenta que leia os nossos pensamentos e converta para código C. Ainda não. Enquanto ela não chega, o Kumokosi anuncia a versão 0.5 alpha do SpliceMSX script.

Esse script instala um Hitech-C e arquivos relacionados para você emular um ambiente CP/M no seu Uíndous, para poder sentar e escrever código. A ideia do script é reunir todas as soluções para que esse processo seja mais rápido. É rodar e começar.

Eu acho sensacional, tanto que preciso sentar e escrever para vocês sobre como funciona minha solução para programar em Pascal no Linux, para MSX. Não esqueci, mas ainda vou por em execução.

Cortesia do Kumokosi e do KlaxMSX, via Twitter.

A morte e a morte do Microsoft Paint

Segunda-feira o mundo acordou em polvorosa com a Microsoft anunciando o fim do Paint, uma das âncoras de todos os Windows até hoje. As pessoas entraram num desespero tão grande que a Microsoft teve que clarificar o aviso.

O LGR fez uma belíssima homenagem em vídeo:

Nós do Retrocomputaria preferimos ressuscitar figuras que desenhamos no Paint. Esse, por exemplo, foi feito pelo mais artisticamente dotado dos 5 culpados.

(Pode confessar que você, amigo leitor, tem também aquele desenho tosco feito no Paint em algum momento de mais puro e destilado tédio.)

Repórter Retro Nº 007

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:
sinclair_spectrum-007-action-pack1

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Windows 1.0.1 em hardware atual

Especialmente para o Cesar (o autor do post anterior), resolvi fazer um vídeo do Microsoft Windows 1.0.1 rodando “gloriosamente” em hardware real* e atual. E só precisei acrescentar um acionador de disquetes (USB) ao equipamento! Realmente algo a mais para nos dar razão quando dizemos que: velho é o seu (e também o meu) PC!

(*) Exatamente um notebook Lenovo G40.

O Windows 1.0 saúda o Windows 10

Hoje é o lançamento oficial do Windows 10?

Nós do Retrocomputaria Plus aproveitamos para falar do…

Windows1.0

…Windows 1.0!

Quer algo pra ler? Tem a resenha do Softpedia.

Ah, você prefere vídeos? Então lá vai! (O segundo vídeo está em turco, mas tem um monitor CRT, então ganha pontos)

Ou talvez você prefira ver mães testando sistemas operacionais.

E, claro, tem as infindáveis screenshots que o Nathan coletou na sua galeria de GUIs. Lá tem uma imagem de disco bootável de 1.44MiB dele!

Repórter Retro Nº 005

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.