Arquivo da tag: Victor Trucco

Repórter Retro Nº 016

O Seu Repórter RetroBem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

ZX Spectrum Next

spectrum-next-concept-rendering

Tudo começou num anúncio importante o suficiente para uma nova edição do videocast GAMES EM JOGO:

O Sinclair ZX Spectrum Next é uma reimplementação do Speccy, feito pela inglesa SpecNext, baseada no TBBlue – sim, Victor Trucco e Fabio Belavenuto são as peças centrais nisso tudo, mas vocês já devem ter inferido pelo vídeo – com desenho industrial de Rick Dickinson e licenças de uso de marca e ROMs da Amstrad.

spectrum-next-concept-white-rendering-e1462132900733

As especificações do TBBlue, implementadas em FPGA e do hardware em si, são:

  • Z80 rodando em modos 3,5 e 7MHz
  • 512Kb de memória
  • ULAplus
  • Saídas RGB, VGA e miniHDMI (HDMI via Raspberry Pi Zero por enquanto)
  • Slot SD, com protocolo compatível com DivMMC
  • portas MIC e EAR para plugar um gravador cassete
  • Seleção de AY-3-8912 ou FM2149, com saída estéreo
  • Porta de joystick DB9 com seleção de modo Interface 1 ou Interface 2
  • Porta PS2 com mouse em emulação de modo Kempston ou teclado externo
  • Funcionalidade Multiface
  • Bus externo de expansão original do Spectrum
  • Aceleradora com GPU/CPU de 1Ghz/RAM de 512Mb

Uma demonstração de um TBBlue, já como protótipo da ZX Spectrum Next, foi feita pelo Trucco neste vídeo:

Agora é esperar o crowdfunding; os interessados podem, enquanto isso, entrar no grupo do Facebook dedicado ao micro.

Seguem algumas informações via Retrocomputing News.

Repórter Retro Nº 014

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Repórter Retro Nº 012

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro – a primeira da temporada 2016! 🙂

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 012
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 66 minutos
  • Músicas de fundo: Músicas sortidas
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Repórter Retro Nº 008

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Bem, já não estamos em 1º de Abril. Hora do desmentido.

UmaMentiraDeepThroatÉ, ninguém mais cai nesses troços, não é mesmo? Mas a gente faz assim mesmo porque a gente se diverte. E porque é tradição.

O que não nos impede de tomar algumas contramedidas preventivas para tentar dar um pouco mais de credibilidade à história e, quem sabe, pegar algum inocente incauto. No caso em questão:

  • O Victor Trucco realmente recebeu aquele MSX, ele veio para mim via Giovanni Nunes quando este esteve no RJ e o Daniel Campos estava presente quando entreguei-o ao Victor no dia da MSXRio.
  • Alguns, não familiares com a plataforma, acharam que o MSX poder ter 16 slots era parte do 1º de Abril. Não é. Pesquisem.
  • O testador de RAM é absolutamente de verdade, funciona e vai ser feito em massa pelo Victor. Woo hoo!

Dito isso, as ideias do Victor “abandonar” todos os projetos e criar um hack para acesso direto à VRAM do MSX foram todas minhas. Eu, Juan Carlos Castro. Podem me xingar à vontade.

Revelando-se um trollzinho quase tão cretino quanto eu, o Victor aceitou alegremente participar da zoação. Inclusive — ideia dele — ele publicou aquele post no VictorTrucco.com na véspera do 1º de Abril, mas com data retroativa em uma semana para despistar. Esse menino tem futuro no Lado Negro da Força. (Ops, universo ficcional errado.) Nas palavras do próprio: “Não é o meu primeiro Primeiro de Abril.”

Porque os Mestres também mudam de opinião

Falha minha em não acompanhar o blog do manu parça Victor Trucco com mais frequência. Olha só este post dele de semana passada:

As voltas que o mundo dá… passei décadas falando mal desses bichos. Aí eu recebo um MSX HB10 que originalmente veio do Giovanni e acabei tendo curiosidade para ver a máquina por dentro.

Virei fã da plataforma. Muito tardiamente, mas fiquei apaixonado pela expansibilidade (16 slots, é sério isso?!) e flexibilidade da arquitetura. Tomei uma decisão: estou descontinuando todos os projetos, inclusive os de Sinclair (mantendo no entanto os hacks de console – Atari, Coleco, Odyssey e o novíssimo testador de RAM) para dedicar-me exclusivamente ao MSX. De cara, pretendo resolver o único defeito que percebi nele: a falta de acesso direto da CPU ao framebuffer de vídeo. Que, por sinal, era o único motivo para os ports de jogos do Spectrum serem tão ruins e lentos.

Logicamente quem ainda não recebeu os últimos pedidos de interface ainda será atendido tão logo as peças cheguem, mas depois disso, já deu…

Véi, na boa, se ele resolver esse problema, ele ganha o direito de se aposentar numa ilha do Pacífico à escolha dele.

office-space-milton-beachEm outras notícias, (a) ainda bem que já encomendei meu BlueDrive de MC-1000 semanas atrás, e (b) lamento ter negligenciado a notícia do testador de RAM, que é realmente duca.

(Victor Trucco)

Link do dia: TK-82C by Victor Trucco

tk82c
Nosso amigo Victor Trucco resolveu futucar no TK-82C, a primeira criação da Microdigital (segundo ele, “a empresa mais icônica de informática dos anos 80” – há controvérsias), e montou uma página falando do dito cujo. Desde o a origem do TK (que todo mundo sabe que é por causa de Thomas Kovarics, co-fundador da Microdigital) até o motivo do C (de Científico), tem um pouco de tudo a respeito desse clone do ZX-81.

Inclusive o mistério das ULAs da Ferranti é discutido no texto. Ficou curioso? Clica aqui ou na imagem aí em cima, e divirta-se.