Arquivo da tag: Sega Mega Drive

YOU ARE ON THE WAY TO FICAR VÉIO

Saiu ontem no site Kotaku:

O início da década de 2000 era uma época estranha. O filho pereba do Bush arrumou um jeito de virar presidente, bandas ruins como Crazy Town e Staind chegaram ao Top 100 da Billboard, e a gente se virava com uma média de um meme por ano. Em 2001 esse meme era “All Your Base”, um vídeo no site Newsgrounds que ironicamente celebrava a tradução tosca para o inglês do jogo Zero Wing da Toaplan (Mega Drive, 1992). Hoje, esse vídeo completa 20 anos.

Continue lendo YOU ARE ON THE WAY TO FICAR VÉIO

Episódio 111 – Dossiê Space Invaders – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 111 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Um episódio 100% dedicado a esses caras aí:

https://openclipart.org/detail/169454/space-invaders-by-rones

Nesta parte do episódio

Não deu tempo de acabar de listar todas as versões e sequencias na parte passada, então acabamos nesta parte.

E, finalmente, falamos das variações e de todos os shooters, ou mata-marcianos para os hispanohablantes, surgidos depois e a partir do Space Invaders.

Links do podcast

Música de fundo

Sei lá, estamos destruindo os alienígenas da fase…

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do podcast estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Não era minha ideia postar isto. Fui coagido.

Estávamos conversando no chat, eu, Ricardo Pinheiro, e Giovanni Nunes. Os outros dois diretores estavam offline. O assunto era linguagem C. O Ricardo falou algo e eu respondi uma gaiatice com uma letra de música. Qual, não vem o caso. Aí começa a coação: o Ricardo quis que eu publicasse a gaiatice aqui no blog.

Eu argumentei que só tinha duas estrofes. Só admitiria publicar se estivesse completo, como aquela outra que eu fiz anos atrás e que nunca viu a luz do dia. Aquela do Raul.

Aí o Ricardo exigiu, peremptoriamente, que eu publicasse aquela. Não tive mais argumento pra recusar. Então lá vai.
Continue lendo Não era minha ideia postar isto. Fui coagido.

Point retrogamer do dia: Chrono Games 2004

Pois fiquei sabendo que esta loja, no bairro da Tijuca, estaria fazendo sua re-reinauguração (mudaram de galeria, mas permanecem no mesmo bairro) neste último sábado, dia 6. Fui lá. Ótimo lugar para se passar a tarde jogando videogame, batendo papo, e tomando uns bebes. (Tem cerveja!)

Na mão do mui hospitaleiro e simpático proprietário e anfitrião, o Felipe, vocês veem a Clube MSX. Isso porque a Chrono Games 2004 é um (e, até o momento em que escrevo, o único) ponto de venda físico da revista no Rio de Janeiro. E não é a única revista retrogamer à venda lá, como vocês podem ver nas fotos. É só clicar e rolar:
Continue lendo Point retrogamer do dia: Chrono Games 2004

Episódio 93 – Jogos de luta – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 93 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Muita luta. Não porradaria, mas luta. FIGHT!

Nesta parte do episódio

Retomamos em King of Monsters, Blandia, Street Fighter II: The World Warrior e os trocentos jogos de Street Fighter II, série Fatal Fury, Fighter History, Mortal Kombat, BARRAVENTO – O MESTRE DA CAPOEIRA, Sango Fighter, Rise of the Robots, Primal Rage, First Fighter, uns “risca faca” da SNK (Samurai Shodown, Soul Edge e outros), a série Body Blows, Elfmania, Shaq Fu, Virtua Fighter, um monte de jogos respeitando a Regra 34 das internets e menções honrosas para Be-Bop Bout, Fightin’ Spirit, Karateka, Text Fighter e The Kung-Fu Master Jackie Chan. UFA, ACABOU!

Links do podcast

Música de fundo

Músicas e chiptunes de luta

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.