Arquivo da tag: PET

Porque emulação de hardware clássico nunca é pouco.

8080_emulator

Depois de terem emulado de tudo por aí, agora emularam um microcomputador baseado no Intel 8080 (sim, o “pai” do Z80) em um Stellaris Launchpad, que é um kit de desenvolvimento ARM Cortex M4F feito pela Texas Instruments (uia). Esse, em particular, tem 64 Kb de RAM (que faz uso do barramento SPI), uma telinha LCD do tipo TFT e uma entrada de cartão SD.

O que tem emulado por lá? Bem, o autor, não contente em emular um hardware, emulou vários. Então tem um UK101/Superboard, uma máquina CP/M-80, um Commodore PET e um Apple-1 (como não podia deixar de ser)

E para não deixar passar, o autor ainda implementou o hardware da máquina de arcade original do Space Invaders no projeto.

Gostou da ideia? Bem, no Hackaday tem mais informações sobre o projeto. E já falei que dá para jogar Space Invaders? Groovy.

<Juan mode=”se intrometendo” location=”post do Ricardo”>
E já que estamos falando nisso, aproveito o ensejo para convidar as pessoas e pessôos a checarem o grupo Emulação de Retrocomputadores no Facebook, criado pelo manu parça Mario Cavalcanti.
</Juan>

Tipografia em 8 e 16 bits

Apple ][ system font

Em seu blog Damieng (também conhecido como Damien Guard) resolveu analisar as diferentes tipologias de algumas máquinas de 8-bit e 16-bit. Apresentando sua opinião sobre as mesmas, alguns dados históricos, curiosidades e, claro, o caminho para você baixar as versões TrueType das mesmas e enfeitar seu ambiente de trabalho e/ou página web.

( OSNews )

Fazendo um morto BEM morto reviver

Xad, do Nightfall Crew, não gosta de deixar os mortos descansarem. Ele recebeu de um amigo uma placa-mãe de um Commodore CBM 8032 (que nada mais é que um Commodore PET privado do nome PET porque a Philips registrou a marca) em estado simplesmente lastimável, cheia de ferrugem curto-circuitando contatos… e que foi ligada nesse estado, o que só piorou as coisas.

Acham que ele se deu por vencido? Ha! Cliquem na foto aí embaixo e vejam. Continue lendo Fazendo um morto BEM morto reviver

Emulando um micro clássico em outro micro clássico

Momento de pagar promessas! Apesar de evitarmos falar de emuladores por aqui, mas desta vez resolvi (me) abrir uma pequena exceção para falar de emuladores de computadores clássicos que foram desenvolvidos para serem executados também em computadores clássicos (obviamente que de uma geração anterior ou, em alguns casos, até de um contemporâneo). A ideia central é mostrar que a emulação, em geral, não é nenhuma novidade que só se tornou possível nos últimos tempos pelo aumento, quase obsceno, do poder de processamento dos computadores. Val lembrar que a primeira versão do Microsoft BASIC foi feita em um simulador de ALTAIR rodando em um PDP-10.

Continue lendo Emulando um micro clássico em outro micro clássico

Do Altair ao iPad, 35 anos de fatias de mercado na computação pessoal

Uma matéria bem interessante da Arstechinica sobre a evolução das fatias de mercado (obviamente focado nos EUA) entre computadores pessoais, smartphones (aqueles computadores que fazem e recebem telefonemas) e os tablets (aqueles computadores em que você compra o teclado depois).

(OSNews)

Novidades da Individual Computers

No último dia 15 a Individual Computers (IC) anunciou uma série de lançamentos para as linhas Amiga e Commodore 64.

SuperPLA v3

O primeiro, atende a pedidos, a volta ao estoque da SuperPLA. Substituto da PLA (Programmable Logic Array) original para os modelos C64 (modelo antigo),  C16, C116, Plus/4, PET e uma série de outros periféricos.

A configuração para a máquina destino é feita através de jumpers na própria placa. Saindo por €18,90 (mais frete).

E para linha Amiga, uma nova aceleradora a ACA500, para o A500, que acrescenta não só um 68000@14MHz como também 2Mb de RAM, uma controladora mass storage (permitindo utilizar cartões Compact Flash — e com hot-swap — e unidades de CD-ROM) com suporte a autoboot e permitindo o uso tanto do Kickstart 1.3 como versões posteriores. O preço do brinquedo? Apenas €79,90 (além de frete… seguinte, todos os preços tem frete e impostos, ok?).

Continue lendo Novidades da Individual Computers

E o Apple II quase foi da Commodore…

Um artigo de 2007 da Computerworld, conta sobre a história de como o Apple II quase foi vendido para a Commodore. A história “apareceu” durante as comemorações dos 25 anos do C64 e foi contada pelo próprio Steve Wozniak. Segundo ele, o protótipo do Apple II acabara de ser terminado mas como eles não tinham recursos (leia-se: grana) para a produção e distribuição das unidades resolveram procurar por quem tivesse o interesse. Aqui, vale lembrar que na época, a Apple era apenas mais uma empresa entre tantas outras a projetar computadores e eles já tinham vendido a kombi do WozJobs (errata do Alexandre Morgado) para bancar a produção dos Apple I.

E foi assim que eles procuraram a Commodore, uma empresa já consolidada, e Chuck Peddle em pessoa foi visitá-los na “garagem”. Nesta visita o projeto do Apple II foi oferecido à Commodore por Steve Jobs em troca de uma quantia em dinheiro e cargos na empresa. Obviamente, como todos sabemos, a proposta foi recusada pela Commodore, que preferiu, na época, continuar o desenvolvimento do PET e posteriormente os VIC-20 e C64.

Aliás, o artigo tem mais algumas informações e comentários interessantes, inclusive a réplica do próprio Jack Tramiel sobre o assunto, mas deixarei para vocês mesmo descobrirem.

Computadores clássicos para fazer em casa

Que tal construir seu próprio computador clássico? Não falo em desenvolver, do zero, um projeto de computador utilizando algum microprocessador como o 6502, Z80 ou mesmo o 68000 mas sim de “montar” em casa, ali mesmo na mesa da cozinha (todo mundo solda na mesa da cozinha!), um computador clássico da mesma forma como se fazia no final das décadas de 1970 e início da de 1980. Topa o desafio?

Existem opções que são vendidas tanto no formato de kits (assim: vem a placa de circuito impresso, os demais componentes e conectores e o resto é por sua conta — e risco) ou na forma de um projeto onde você, além de todos os passos do kit, precisa ainda providenciar os componentes e produzir a(s) placa(s). Claro que em ambos os casos a tarefa não é das mais triviais e exigindo tanto um bom conhecimento em eletrônica como também paciência e disposição.

Continue lendo Computadores clássicos para fazer em casa

Alimente seu C64 com software

O RGCD anunciou o resultado da sua competição de desenvolvimento de jogos de 16k; o já citado C64anabalt, além de tirar o segundo lugar, foi disponibilizado em cartucho, o que certamente vai facilitar para jogar no seu C64 a conversão do famoso Canabalt.

Se você está procurando por algum outro software, já deu uma olhada no Commodore 8bit Search?

Agora, se você não achou nada… que tal programar você mesmo? O blog espanhol Back2theRetro está fazendo um curso de programação em Assembly para o C64, usando a IDE C64 Kickass (somente para Windows).