Arquivo da tag: MSX.org

Traduziram o Zoológico.

Zoo é um adventure do tipo point-and-click, feito para MSX pela empresa holandesa Radarsoft, cujo objetivo é resolver um mistério no zoológico. A Philips o distribuiu em 1987, mas até aqui só tinha versão em holandês, visto que não havia interesse em vendê-lo para o mercado internacional.

Bem, hoje em dia isso mudou, e o jogo foi traduzido para inglês e francês. Se você quiser saber como foi a tradução, pode ir no tópico do fórum da MSX.org onde tudo foi discutido, e baixar as versões num arquivo compactado no MSX.org.

Sites em manutenção, e que vem, e que vão…

msxorgbannerComo vocês todos sabem, nós paramos tudo recentemente para migrarmos de hospedagem e aproveitamos para incorporar o R+ ao Retrocomputaria, dar um tapa no visual do site, migrar versão de CMS, entre outras coisas. Mas no nosso caso, não foi ocasionado por um acidente, por mais que já tivemos problemas no passado com os nossos arquivos.

Agora, a pane foi no MSX.org, e os macaquinhos amestrados da MRC Foundation (sim, tem uma ONG por trás do site) estão fazendo tudo o que podem para colocar o site de volta no ar. Se você quiser saber melhor o que aconteceu, clica na imagem aí embaixo, é um screenshot do site com informações atualizadas.

Continue lendo Sites em manutenção, e que vem, e que vão…

Who Dares Wins, para MSX 2.

624733-who_dares_wins_ii_uk_box_artMais um remake, pessoal! Viva! Depois de Knight Lore, La Abadia Del Crimen, Alien 8 e Batman e Head Over Heels, agora foi anunciado que Who Dares Wins terá um remake para MSX 2. Os meliantes programadores que estão por trás dessa hercúlea tarefa é o pessoal do Retroforce. No artigo do MSX.org tem inclusive link para um vídeo do trabalho em desenvolvimento. Vale a visita.

SymbOS 3.0 beta

symbos-msx-os6Você, garotinho juvenil, que é usuário de Amstrad CPC, ou de Amstrad PCW, ou de MSX 2/2+/T-R… Já ouviu falar do SymbOS? Não? Então eu explico rápido: O SymbOS é um sistema operacional multitarefa (uhu) com uma interface gráfica (GUI), para essas plataformas citadas acima.

Pois então, o Prodatron continuou o desenvolvimento depois de ter parado por um bom tempo, e agora estamos próximo da versão 3.0 estável. Por enquanto, estamos na beta, que já traz suporte a placas Ethernet para MSX! Em particular, suporte à DenYoNet – por enquanto. E de ferramentas, já tem nslookup, telnet, wget, netstat…

Quer testar? Então leia o texto no MSX.org a respeito, para clarear as ideias, e pegue por lá o arquivo. Baixe, instale e seja feliz!

 

MSX no Kuwait… Agora sabemos!

Sempre soubemos que fabricantes como Yamaha e Sanyo venderam micros padrão MSX para a antiga União Soviética e para o Oriente Médio. A Al-Alamiah, empresa de TI sediada no Kuwait (e que existe até hoje, vejam só!) adquiriu esses micros e os vendeu por todo o Oriente Médio. Já falamos dos MSXs no Iraque, mas não tínhamos um relato mais caprichado de como foi a cena MSXzeira nos países muçulmanos da Janela 10-40… Até agora.

A convite do pessoal do MSX.org, uma engenheira de computação kuwaitiana, conhecida como Danderma, escreveu um artigo sobre como era ser MSXzeira nos anos 1980. O artigo, intitulado MSX in Kuwait – a personal history by Danderma, conta por exemplo, que King’s Valley e The Castle eram dois dos jogos mais populares de todo o Kuwait: O pai dela era viciado no joguinho da ASCII! Simplesmente imperdível.

Se você tiver curiosidade em conhecer o blog dela, onde ela também fala de MSX (e um bocado!), clique aqui.

E sim, vamos fazer no futuro um episódio sobre o Oriente Médio. Mas os micros da Cortina de Ferro vem primeiro. E se tudo correr bem… Esse ano!

PS: Eu já comecei a me preparar para esse episódio, do Oriente Médio… Olhem aqui a última aquisição.