Arquivo da tag: Hitek Softworks

Episódio 75 – O office antes do Office: Bancos de Dados – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Micros clássicos não são apenas jogos, mas também trabalho duro. Por isso fizemos a série O office antes do Office.

Para fechar nossa série, trataremos os bancos de dados, componentes essenciais de qualquer workflow corporativo.

Nesta parte do episódio

Falamos de Paradox e finalmente saímos do mundo CP/M e MS-DOS com o MT-DATA (no Brasil, HOT-DATA) e o Professional Data Retriever para MSX, Omnius para Apple II, List Plus para Apple IIGS, Superbase para C64, Amiga e outros micros clássicos, xBase e MUIbase para Amiga e dbMan para Atari ST.

E terminamos com o declínio do padrão xBase e como estão hoje dBase, Clipper, FoxPro etc e tal.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

A história de Capoeireca

O texto a seguir é de autoria de Divino Leitão e foi publicado originalmente no grupo da Revista Micro Sistemas no Facebook. Eu apenas formatei, expandi siglas, acrescentei algumas ilustrações, links e anotações (é tudo que você encontrar em itálico). Sendo assim, boa leitura para todos….

Continue lendo A história de Capoeireca

Vídeo do dia: “Amiga – O computador da década”

No começo da década de 1990 a software house carioca Discovery Informática (a que fez o Zorax) lançou um interessante vídeo de demonstração da plataforma Amiga. Era basicamente focado no A500 (modelo mais popular da época) e vendido nas (hoje) saudosas fitas VHS — e que, conforme relatos, foram reproduzidas até o desgaste do meio magnético das mesmas. Algum tempo depois houve um cisão na empresa, uma parte se transformou na Hitek Softworks (a que fez o Barravento), e tanto o vídeo quanto alguns programas viraram parte do espólio; aí as duas empresas fecharam as portas, este vídeo digitalizado, disponibilizado, baixado, dado como desaparecido e agora colocado no Youtube! E, sem mais delongas…

Agradecimentos mais que especiais ao Leonardo Roman da Rosa que disponibilizou o vídeo para a posteridade.