Arquivo da tag: fpga

Яéplica do Micro-80

m80_1

Alex Zaikin criou uma réplica em FPGA do Микро-80 — ou Micro-80 para os não fluentes em cirílico. Computador baseado no КР580ВМ80А –clone do INTEL 8080 — tinha 64KiB de memória RAM, saída de vídeo monocromática de 64×32 caracteres em uma TV e interface para usar um gravador cassete comum para armazenamento de dados.

O Micro-80 foi criado no começo da década de 1980 por um grupo de entusiastas, teve seus esquemas e documentação publicados na revista Радио (Radio, heheh) e tornou-se, com seus 200 integrados, o primeiro computador acessível ao ao público na então União Soviética.

( Vintage is the New Old )

Repórter Retro Nº 012

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro – a primeira da temporada 2016! 🙂

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 012
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 66 minutos
  • Músicas de fundo: Músicas sortidas
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Festival de hardware para Amiga

Tem sempre coisa nova em hardware aparecendo para os Amiga.

vampirev2

Essa placa aí em cima é o Vampire II para Amiga 600, que, por 150 euros, dá aos donos do 600…

  • 128MB de FastMem
  • Suporte a saída de vídeo digital e ao Picasso96
  • Core FPGA de 64 bits, suporte completo a 32 bits
    • Com isso, o Amiga 600 fica mais rápido que um 1200 com 68060@80MHz.
  • Core atualizável a partir do próprio Amiga
  • Suporte próximo a SD como um HDD
  • Suporte futuro a FPU e áudio de 16 bits

(Inclusive alguns já estão postando resenhas. Parece incrivelmente bom.)

Já a GGLabs disponibilizou o projeto do A520HD que é, como o leitor mais esperto já deve ter adivinhado, uma “atualização” do A520 para um mundo de HDTVs.

(Indie Retro News e VITNO)

Somente para micros Sinclair “tunados”.

zxenhancedNo dia 13 de fevereiro de 2016, teremos o ZX Enhanced Compo, um concurso para escolher os melhores gráficos, música, Demo/Intro e Wild HDL (explico melhor embaixo). A curiosidade desse concurso é que só serão permitidos micros compatíveis com Sinclair ZX-Spectrum e que sejam alterados de alguma forma. Ou seja, máquinas com mais de 128 Kb, clock superior a 3,57 Mhz, etc.

Continue lendo Somente para micros Sinclair “tunados”.

Repórter Retro Nº 011

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro — encerrando a temporada 2015 do Retrocomputaria. Feliz Ano Novo a tod@s @s noss@s ouvintes e leintes! 😀

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Desenhando uma placa de desenvolvimento com um 386SX

pcb

O pessoal do EPITA System Laboratory queria fazer uma placa de desenvolvimento compacta, simples, debugável e customizável para ajudar o pessoal que está iniciando em programação x86 de baixo nível.

Tem um monte de placas de desenvolvimento x86 por aí, mas o pessoal do LSE resolveu fazer a deles. Com um Altera Cyclone IV… e um Intel 80386SX, ou melhor, Intel 80368SX modelo NG80386SXLP20 (baixo consumo de energia, 20MHz, 1986). E está tudo documentado no link e no Git do LSE.

P.S.: o Altera Cyclone IV e o Intel 80368SX agora são primos.

Que quebra de recorde é essa que vocês falaram?

cadari rankPois então, ontem falamos que a Rede Globo TV Tem esteve no encontro de usuários de MSX em Jaú, e fez uma matéria a respeito do encontro (não leu? Clica aqui, preguiçoso). Mas, como eles nos descobriram?

Pois então, o Luciano Cadari, um fudeba curitibano, os contactou e eles foram. Mas como o Cadari conseguiu isto? Bem, ele é representante do RankBrasil, uma empresa que há mais de 15 anos homologa recordes brasileiros. Segundo o site, já são cerca de 1.300 títulos registrados, nas mais diversas categorias

E o Luis Luca, o Fábio Belavenuto e o Luciano Sturaro foram homologados pelo recorde, de Maior produção de computador retro compatível. Eles pegaram o projeto do Zemmix Neo (que por sua vez, é baseado no projeto do MSX-on-a-chip), e criaram o Zemmix Neo BR. E venderam 137 unidades desse micro, feito em FPGA. Este é um feito marcante, visto que o MSX não é produzido comercialmente desde 1994 (apesar do MSX-on-a-chip, de 2007), entre outras coisas.

Então, querendo ver mais? Clica aí em cima, na imagem, e veja o artigo do RankBrasil. Nossas fotos de Jaú ainda serão exibidas… Em breve. Aguardemmmmmm!