Arquivo da tag: colecovision

Lunar Rescue para MSX (e parentes próximos)

Em desenvolvimento, e já bem avançado, por Tony Cruise do canal Electric Adventures. Este jogo clássico da Taito apareceu nos fliperamas brasileiros ao mesmo tempo que o Space Invaders (embora seja um ano mais recente). Na verdade, foi o primeiro jogo dotado de microprocessador no qual este humilde escriba botou as mãos sujas, lá pelos idos de 1979.

A adaptação para a tela horizontal e a adição de cores ficaram, na minha humilde opinião, muito boas.

A ideia é lançar simultaneamente versões para MSX1, ColecoVision e SVI-328, três arquiteturas muitíssimo parecidas. Nos comentários do YouTube sugeri incluir Sega SG-1000, igualmente similar, e o Tony mostrou-se aberto à ideia. Aguardamos ansiosamente a versão final.

(Via Clube MSX)

Ports, ports e ports.

Episódio 81 – Jogos de Corrida – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Adrenalina! Cheiro de gasolina! Sexta marcha! 300Km/h! Jogos retro de corrida!

Nesta parte do episódio

Muita velocidade nos anos 70 e 80 em arcades, videogames e computadores.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 81
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 66 minutos
  • Músicas de fundo: Rally-X
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

A evolução do TMS9918

O TMS9918A e seus variantes (9928/9938/sem “A”) é um chip gráfico bem popular; está no MSX1, no Colecovision, no TI-99/4A, no Sega SC-3000/SG-1000 e, com variações, no Master System e no Game Gear – sem contar as evoluções da Yamaha (V9938/58).

No Z80ST-Blog, uma excelente comparação entre os “membros da família”, focado em MSX e videogames da Sega.

Repórter Retro Nº 027

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Porque velho é o seu Sebastian Vettel.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.