Arquivo da tag: amstrad

Quartos retro que tanto amamos – Marcus Garrett

quarto-retro-marcus-garrettO Marcus Garrett, além de vários predicados, é nosso chapa aqui do Retrocomputaria, e tem um quartinho simpático e apertado para guardar seus bricabraques, com alguns detalhes curiosos. Em 2013, por ocasião de uma ida minha a São Paulo e um encontro da Videomagia, tive a oportunidade de fazer-lhe uma visita, e registrar essas fotos. Vamos aos apetrechos curiosos que lá vi.

Continue lendo Quartos retro que tanto amamos – Marcus Garrett

Repórter Retro Nº 013

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 13
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 97 minutos
  • Músicas de fundo: Músicas sortidas
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Episódio 62 – Austrália – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

We’re going Down Under e, em vez de rugby union, rugby league ou futebol de regras australianas, falaremos da cena retrocomputacional por lá.

(De bônus, a Nova Zelândia, onde não falaremos de Senhor dos Anéis)

Nesta parte do episódio

Os computadores “estrangeiros” de origem ocidental, vendidos por representantes locais (Awa/Amstrad, Telecom Australia, atual Telstra/One Per Desk, Barson/Acorn), mais ou menos diretamente (Apple, Commodore, Atari, Texas), e diretamente (Tandy Radio Shack).

Os computadores “estrangeiros” de origem oriental, desde coisas aleatórias de NEC, Hitachi e outros, até MSX… e os computadores da Sega.

Os computadores da Dick Smith, rede australiana de lojas de eletrônicos, e seus rebrands de VTech e EACA.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 62
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 37 minutos
  • Músicas de fundo: Chiptunes de músicas de cantores e bandas australianas
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

“Alan Sugar – The Amstrad Story” agora disponível no Internet Archive

alansugarbook

Dessa a gente não sabia quando gravamos o episódio 46 (parte A e parte B) sobre a empresa de Lord Sugar: Existe um livro, escrito por David Thomas, contando a história da Amstrad até 1991. Este livro fala de Alan Michael Sugar, de onde ele começou: Vendendo antenas de carro na traseira de uma van no East End de Londres, e hoje é “provavelmente o maior empresário da Grã-Bretanha e um dos seus homens mais ricos“, segundo Rupert Murdoch.

Pois então, o livro está disponível no Internet Archive agora. Para aqueles que tem interesse em saber mais sobre o apresentador d’O Aprendiz britânico, é prato cheio.

(Vintage Is the New Old e KlaxMSX no twitter)

Episódio 46 – Dossiê Amstrad – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190Este é o episódio 46 do Retrocomputaria e se você não ouvir esse dossiê…

youre-fired-alan-sugar

Sobre o episódio

Neste episódio, falaremos tanto da Amstrad quanto do Barão Lord Alan Michael Sugar (Não sei se o “quanto” da frase anterior é no sentido figurativo ou realmente quantitativo).

Nesta parte do episódio

Finalizamos nosso papo sobre o CPC, nossa querida telha, agora falando do software! Depois seguimos a tagarelar sobre os outros computadores vendidos pela Amstrad como PCW, NC e outros portáteis, os clones de IBM-PC (tanto moldados no caixotão quanto moldados na mais pura picaretagem) e, claro, o filho adotivo da empresa, o ZX Spectrum. E fechamos o episódio falando sobre o que Sir Lord Sugar anda fazendo da vida.

Também no episódio

Seção de leituras de email, comentários etc.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 46
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Sander, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 64 minutos
  • Músicas de fundo: Feitas por Amstrads que não foram demitidos
  • Download em ZIP

URLs do podcast

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Episódio 46 – Dossiê Amstrad – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Este é o episódio 46 do Retrocomputaria e se você não ouvir esse dossiê…

youre-fired-alan-sugar

Sobre o episódio

Neste episódio, falaremos tanto da Amstrad quanto do Barão Lord Alan Michael Sugar. (Não sei se o “quanto” da frase anterior é no sentido figurativo ou realmente quantitativo.)

Nesta parte do episódio

Começamos contando do início da Alan Michael Sugar Trading importando equipamentos de eletrônica de consumo a preços baixos.

Falamos do que aconteceu quando Alan Sugar resolve entrar no mercado de computador pessoal: as premissas (ser tudo-em-um – em 1984! – e não ter cara de “calculadora grávida”), a ideia original e as mudanças no projeto…

…que deram origem à linha CPC (“Arnold”) e suas mudanças ao longo do tempo (o CPC “original”, o CPCPlus e o CPC Console/GX4000), além de bizarrices, OEMs, clones e softwares (jogos e aplicativos) para a linha. Sim, citamos os disquetes de 3″, vocês acham que deixaríamos de fora?

Também no episódio

Seção de notícias, avisos da RetroRio, avisos da MSX Ribeirão, avisos da MSXRio e fudebagens em geral.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 46
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Sander, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 75 minutos
  • Músicas de fundo: Feitas por Amstrads que não foram demitidos
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Teve RetroMadrid e eu estive lá!

De forma bem resumida e apenas para quem não sabe do que se está falando, a RetroMadrid é um evento de retrocomputação que acontece na capital espanhola desde o ano 2008 e descende direta da MadriSX, que aconteceu por lá desde 1995. Não é apenas um dos principais eventos da Espanha como também do continente europeu. E, como já planejava minhas férias no país ao lado quando a organização fechou as datas, dei um pulo até lá e conferir ao vivo e a cores!

Continue lendo Teve RetroMadrid e eu estive lá!