Arquivo da tag: amiga

Retrohitz #155 – MODs do Tim Wright

http://www.retrocomputaria.com.br/wp-content/uploads/2013/02/retrohitz_vitrine_570x190.png

Este é o episódio 155 do Retrohitz.

Neste episódio, terminamos nossa seleção de músicas do compositor da Psygnosis com músicas de Magicians’ Castle, Agony, Awesome e Carthage, além do demo do jogo Pyggsy

Duração: 69 minutos

Lista de músicas:

  1. Agony intro theme
  2. Agony high score
  3. Awesome Asteroids
  4. Awesome Fight
  5. Awesome Game Lost
  6. Awesome Planet Fight
  7. Awesome Planet
  8. Awesome Planet too
  9. Awesome Spooky
  10. Awesome Tunnel
  11. Carthage title
  12. Carthage victory
  13. Carthage lost
  14. Carthage fractal map
  15. Carthage hiscore
  16. Magicians Castle Title
  17. Magicians Castle castle1
  18. Magicians Castle castle2
  19. Magicians Castle courtyard
  20. Magicians Castle dungeon
  21. Magicians Castle forest
  22. Magicians Castle parapits
  23. Magicians Castle house remix
  24. Magicians Castle extra 1
  25. Magicians Castle extra 2
  26. Magicians Castle extra 3
  27. PuggsyDemo Main Theme
  28. PuggsyDemo Credits
  29. PuggsyDemo loading
  30. PuggsyDemo Ufo Lands

Download em ZIP

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Dropbox e Google Drive no Amiga!

 

 

 

 

 

 

Eu sou suspeito pra falar dos polacos, já que meu sobrenome denota a origem eslava da minha família. Mas tem muitos entusiastas de micros clássicos na terra dos meus avós, e em particular, o Krzysiek Radzikowski, que é um grande entusiasta da maior criação de Jay Miner. A ponto dele manter um podcast sobre o Amiga, e trazer entrevistas em texto com entusiastas do Amiga no mundo todo. E numa dessas, ele entrevistou Norbert Kett, programador e o cabra que fez, entre outras coisas, clientes para os populares serviços Dropbox e Google Drive… Para Amiga. E não é para os Amigas One X5000. Ele fez para os Amigas clássicos. E é interessante ler o relato dele, inclusive para ver a sua história, que é a de muitos de nós. Se você tiver interesse, vale a leitura, clique aqui. E se você quiser ler as outras entrevistas (tá tudo em inglês), pode clicar aqui que você vai gostar, mesmo não sendo fã dos Amigas.

 

Clone do Doom para Amiga tem o código-fonte liberado.

A empresa Black Magic, em 1995, produziu um clone daquele FPS que dispensa apresentações, Doom. O jogo se chamava Gloom. E segundo o pessoal do Vintage Is The New Old, a Amiga Power colocou-o entre os Top 20 jogos de Amiga de todos os tempos (na posição 18). Ou seja, o jogo é bom.

Pois é, passados 20 anos, o código-fonte foi posto no Github, e você verá que foi quase todo escrito em Assembler, com umas pitadas de Blitz Basic 2. O código está disponível do jeito que está, pode ser que não esteja completo, mas será que tem alguém bravo o bastante para montar?

Fonte: Amiga News.

O Ars Technica resenha o AmigaOne X5000

Não satisfeito em fazer a sua monumental história do Amiga, Jeremy Reiner comprou um A-EON AmigaOne X5000, o computador mais poderoso a rodar AmigaOS nativamente já feito.

E, é óbvio, em se tratando de Jeremy Reiner e Ars Technica, ganhamos uma resenha longa e razoavelmente detalhada do AmigaOne X5000. Só não explica como convencer seu(sua) cônjuge que não há problema em gastar quase 2000 dólares no X5000; esta parte fica com o leitor.

Se você lê espanhol ou inglês…

… E gosta de Amiga, Sinclair, Commodore ou ambos, vão aí três dicas:

Episódio 75 – O office antes do Office: Bancos de Dados – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Micros clássicos não são apenas jogos, mas também trabalho duro. Por isso fizemos a série O office antes do Office.

Para fechar nossa série, trataremos os bancos de dados, componentes essenciais de qualquer workflow corporativo.

Nesta parte do episódio

Falamos de Paradox e finalmente saímos do mundo CP/M e MS-DOS com o MT-DATA (no Brasil, HOT-DATA) e o Professional Data Retriever para MSX, Omnius para Apple II, List Plus para Apple IIGS, Superbase para C64, Amiga e outros micros clássicos, xBase e MUIbase para Amiga e dbMan para Atari ST.

E terminamos com o declínio do padrão xBase e como estão hoje dBase, Clipper, FoxPro etc e tal.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.