Arquivo da tag: 6809

[OFF PERO NO MUCHO] Freescale e NXP se fundem

NXP_FreescaleA notícia, por si só, é do interesse provavelmente da maior parte da comunidade retro, já que muita coisa divertida se faz interligando SBCs modernos (como os que a Freescale fabrica, concorrentes do Raspberry Pi) e as nossas retrocoisas. Mas mesmo assim seria offtopic.

Não é, porque a Freescale é a detentora dos clássicos processadores 68xxx de 8 bits, 16 bits e 32 bits que eram da Motorola. Ou seja, vocês que estavam confortáveis com “ah, não é mais Motorola, é Freescale” agora tem que alocar mais um nome na lista encadeada pra se lembrarem do que é o que. Sim, o nome Freescale é o que vai morrer e NXP é o que vai continuar vivo.

Tá chegando no nível de nome de equipe de Fórmula 1 e de partido político, esse troço.

The_Artist_Formerly_Known_As_Prince(Blog do Sergio Prado)

Vídeo do dia: CP/M rodando num TRS-Color. AHN? Cumequié?

Felipe “Retro Canada” Antoniosi mais uma vez obrigando o CoCo a fazer coisas que não são de Jesus. Ele codificou um emulador do Intel 8080 e botou pra rodar programas de CP/M, usando o VDP 9958 — perdão, o modo de 80 colunas nativo do CoCo 3 — pra saída de vídeo. Veja a mágica acontecendo no vídeo abaixo:
Continue lendo Vídeo do dia: CP/M rodando num TRS-Color. AHN? Cumequié?

TRS-Color tocando música de 1 bit. (O que cargas d’água é música de 1 bit?)

Nome científico: Modulação por Largura de Pulso. Basicamente, é quando você não tem controle sobre a amplitude da sua onda, só pode gerar níveis zero ou um e tem que se virar para simular som com isso. Os alto-falantes dos primeiros Apple II, IBM PC e ZX Spectrum eram assim.

O TRS-80 Color Computer até tem um DAC de 6 bits, mas Simon Jonassen resolveu abrir mão de 5 deles e ver que barulhada ele poderia fazer no CoCo. Com a colaboração de John “Sock Master” Kowalski, ele pretende fazer um demo “a la demoscene” (coisa na qual o CoCo nunca foi forte). Vejam o trabalho em progresso nos vídeos abaixo. A discussão técnica, para os que apreciam as artes arcanas, acontece neste tópico do fórum World of Dragon. No qual foram postados vários programinhas pra galera testar.

Bem-aventurados os que entendem Assembler, pois deles será o nerdgasmo ao ler isto.

Tom Moertel tinha uma missão: programar um jogo para o TRS-80 Color Computer 3. Esse micro, apesar de ter gráficos muito bons para a época, não tinha um processador de vídeo para facilitar a vida do programador, então nada de sprites, scroll por hardware, ou outras mordomias típicas dos privilegiados. O négocio era mover bytes no buffer de tela e dar-se por satisfeito.

Continue lendo Bem-aventurados os que entendem Assembler, pois deles será o nerdgasmo ao ler isto.