Vídeo do dia: milicos ianques explicam as memórias de ferrite

Entre uma intervenção e outra, os colegas do Recruta Zero e do Sargento Tainha mantinham-se atualizados quanto ao estado na arte da tecnologia. Que, no caso das memórias de computador nos anos 50 e início dos 60, consistia em armazenar cada bit em uma rosquinha magnética do tamanho aproximado de uma miçanga. Veja como:
Continuar lendo

Gauntlet para MSX2 em cartucho

http://www.msxcartridgeshop.com/img/games/gauntlet/gauntlet_0000.png

Há quase dois anos fizemos o anúncio e agora você pode comprá-lo na MSX Cartridge Shop pela quantia de 35,00 € (no momento em que escrevo isto, descubro que já esgotou, mas fica aqui a dica). Gauntlet foi originalmente desenvolvido em 1985 pela Atari Games para arcade e desde então vem recebendo versões para diversas plataformas (tanto clássicas quanto atuais). O MSX já possuía uma versão, desenvolvida pela Gremlin Graphics, de 1986, e esta versão, específica para MSX2, foi desenvolvida pelo pessoal da AAMSX.

( MSX.Org )

Quer usar um mouse ou joystick USB no seu Amiga? Seus problemas acabaram!

É verdade que seus problemas acabaram faz tempo, mas o Ryś, dos poloneses da Retro 7-bit, tem, além de uma lista de hardwares compatíveis e de ser compatível com todos os Amigas, um modo Boot-loader para atualização de firmware.

(via)

BÔNUS: O novo projeto do Retro 7-bit: Sum, adaptador de teclado USB para Amiga – a princípio, 1200.

Construindo um computador clássico que nunca existiu

O Dr. Paul Gardner-Stephen se incumbiu de uma missão: recriar em FPGA um computador clássico que nunca existiu, o Commodore 65 (ou C64DX se preferir). Está bem ele existe fisicamente mas não como um produto acabado; há apenas alguns protótipos encampados por (ex-)funcionários da Commodore no dia da falência e que alguns colecionadores disputam nos leilões da vida.

( Hackaday )

Doom nascendo, Amiga morrendo e uns clones muito doidos no meio

Há teóricos que dizem que o Doom ajudou a matar o Amiga pelo fato deste não conseguir executar, com seu hardware especializado, o que qualquer PC-AT 386 razoavelmente “turbinado” conseguia fazer de forma razoável.

Continuar lendo

Meus colegas me obrigaram a usar o MacOS 9!

os-9.2-intro

Andrew Cunningham foi desafiado pelos próprios amigos a utilizar de forma produtiva um sistema operacional clássico, no caso o MacOS 9 e em um hardware de verdade (nada de emulação)… E ele escreveu o que foi a ressurreição de um “velho” Powerbook, a instalação do sistema operacional, a busca pelos aplicativos e, no final, um brinde: enganar o instalador do MacOS X 10.5 — Leopard — para que ele ignorasse as especificações da máquina.

( OSNews )