Fale conosco!

Você pode falar conosco através dos seguintes meios de comunicação listados mais abaixo no rodapé ou nos comentários em cada post. Prometemos que iremos ler e responderemos, assim que for possível. Mas, se você preferir, tem esse formulário abaixo.

195 pensou em “Fale conosco!

  1. Olá, tudo bom? Você saberia me indicar quem consertaria Commodore 64? E em qual estado seria. Obrigado.

      1. Estão sim. Excelente matéria. 3 anos depois do post, estou eu aqui seguindo os mesmos passos exploratórios! Long live MSX.

  2. Dias desses encontrei um MSX Expert 1.1 num sucatão, como a carcaça estava em péssimo estado -cheia de arranhões e amassados -achei que poderia ao menos aproveitar alguma coisa do interior como repositório de peças pros meus outros Experts em funcionamento e então acabei comprando ele por R$ 20,00. Ao abrir o gabinete vi que estavam faltando alguns C.I’s (Z80, ROM e uns dois 74LSxxxx) como por acaso eu tenho todos estes componentes em duplicidade resolvi tentar colocar o Expert “sucatão” pra funcionar mas percebi que ele também não tinha o cristal “X1” na mesma hora (por total desconhecimento) coloquei no local um cristal de televisor (3,57 MHz) pois supus (errôneamente) que como o clock do MSX é de 3,57 MHz então a frequência do “X1” seria também essa, o que não procede pois como descobri depois (imagem totalmente bizarra, ampliada e distorcida) a frequência correta deste cristal (X1) é 10,726835 MHz. Para resumir a história: Alguém pode me dar alguma sugestão de como eu faço para encontrar um cristal com essa bendita frequência (10,726835)? Já vasculhei todas as lojas de componente da cidade onde moro e dezenas de sites de comércio de componentes eletrônicos do Brasil inteiro e na melhor das hipóteses encontrei cristais de 10 MHz ou de 11 MHz mas não do referido valor. Será que poderia usar esse de 10 MHz? O que resultaria num clock final um pouco abaixo dos 3,57 MHz (10/3=3,33MHz) minha dúvida é se isso não afetaria a sincronia do sinal de vídeo (PAL-M), que é exatamente o mesmo da CPU (3,57 MHz)? Qualquer informação sobre onde posso adquirir o cristal ou dica para contornar o problema será muito bem vinda e desde já agradeço a atenção à todos!
    Um Abraço!
    P.S: Sugestões do tipo: “Retire o cristal de um outro Expert que não esteja em uso…” não me servem pois este já é o “outro Expert”!!
    Obrigado

    1. Lazlo, quem pode te falar a respeito é um mago do hardware, e isso nós não somos. Visite o site MSXPro (www.msxpro.com), e fale c/ o autor, o Luciano Sturaro (msxpro@gmail.com), ele deve ter algo q te ajude nisso. Abraço e boa sorte!

    1. Muito bom mesmo esse video. Seria legal ate criar uma nova seção no retrocomputaria, composta por excelentes vídeos como esse mas legendados em pt br. Alguns canais brasileiros já fazem isso, ou seja, oferecem em suas playlists vídeos gringos de outros canais legendados em pt br.

    1. Estranho, Sergio. Qual episódio?
      Eu mesmo acabei de baixar o Repórter Retro 017, n tive problemas.

        1. Eu fiquei sabendo desse podcast por meio do podcast NGCast. Aí fiquei tão empolgado que decidi que começaria a ouvir a partir do primeiro (zero), mas não está baixando, somente a partir do quarto. Mas fiquei muito a fim de ouvir o episódio dos estados unidos (acho que é o numero um) e os demais também 🙂

        2. Sergio, acabei de mexer nos links desses episódios. Confesso q n sei se o feed RSS foi alterado (acho q sim), mas se vc descer os episódios 0 a 3 direto do site, funciona. Obrigado pelo alerta e um abraço!

  3. Gente, gostaria de dizer que estou muito satisfeito com o trabalho de vocês. Eu até então não fazia ideia que existia um podcast tão legal e completo sobre computadores antigos. Gostaria também de deixar uma recomendação de tema para os próximos podcasts. É que eu confesso que tenho um pouco de dificuldade de saber exatamente como os nerds do período antes da internet e BBS se divertiam com seus micros. Tipo, anos 70, anos 80, e primeira metade da década de 90. Então queria deixar aqui uma proposta de tema para você dizerem como era o dia a dia de você quando iam mexer nos micros. O que vocês gostavam de fazer? O que seus colegas faziam também? Era predominantemente jogos, ou jogos estavam em segundo plano? Era mais a questão de aprender a programar o Basic, Cobol, C, Assembly, ou era mais a questão de entender o hardware para saber como aquilo tudo funcionava? Ou será que era tentar aprender a computação corporativa, que gerava milhões de dólares? Enfim, eu adoro computação antiga, embora minha primeira máquina tenha sido o “novíssimo” 486-DX2-66. Tenho muita curiosidade para ouvir as histórias de vocês no seu dia a dia de desbravador de toda aquela tecnologia, cujo rumo ninguém imaginaria que seria esse que vivenciamos hoje: tudo e todos online. Abraço a todos. Valeu o/

    1. Oi Sergio, obrigado pelos elogios.

      Quanto ao tema, é um assunto interessante, vamos conversar a respeito e é possível que torne-se uma pauta pra 2017.

      Obrigado pela sugestão. Abraço!

  4. Olá, tudo bem? Gostaria que vocês comentassem sobre este projeto: romu6.blogspot.com.br/

    Um abraço e muito obrigado!

    1. Oi Carlos, vamos investigar melhor e fazer um post a respeito, ou colocar até no Repórter Retro. Obrigado pela dica!

      Abraço,

  5. Gente,
    Alguém tem idéia de quanto vale um Commodore 64? Organizando a bagunça encontrei um na caixa fechada, visualmente novinho e nunca ligado haha. Obrigada pela ajuda 🙂

    1. Estou me desfazendo de um kit de interface e drives 5 1/4″ antigos para MSX sem uso.
      Caso tenha interesse entrar em contato.

  6. Olá, recentemente comprei de um amigo um computador Sega SC-3000, ele é australiano, e é 220v e PAL-B, a fonte dele é padrão australiana, mas resolvi o problema dela comprando um adaptador de tomadas universal, a voltagem da minha casa é 110v, mas também tem uma rede 220v e hoje consegui ligar este computador depois de conseguir o adaptador de tomadas, só que agora me surgiu outro problema… Eu sabia que iria dar algum problema na imagem, pois ele é PAL-B e com certeza as TVs nacionais não são compatíveis com esse sistema, mas pensei que ao menos esse computador geraria imagens em preto e branco, mas o computador sequer deu imagem… Eu vi que tem um membro do site que tem um SC-3000 igual ao meu, vi que ele fez um post sobre um multi cart dele que veio da Nova Zelândia, por acaso ele ou alguém daqui do site poderia me ajudar e dizer se esse console ao menos da imagem sem algum adaptador transcorder, ou se ele não aparece nada sem esse adaptador? Comigo só deu um som como se o cartucho não tivesse funcionado direito, só tenho 2 cartuchos, um do Basic e um do SG-1000, mas acho que o slot deve estar sujo também, preciso limpar, apesar do computador ter vindo em ótimo estado, como se estivesse novo… Alguém poderia me ajudar? Estou muito curioso com esse computador, sou apaixonado por computadores antigos, tenho um MSX Expert também, e conheci o site por causa deles.

  7. Encontrei por acaso na “PCLinuxOS Magazine (http://pclosmag.com/index.html)um assunto que poderia render um post do Retrocomputaria:
    Na edição de 12/2016 há um texto sobre presentes de natal (http://pclosmag.com/html/Issues/201612/page02.html) e, entre eles, há isto aqui (https://www.etsy.com/listing/69257023/atmel-18-carot-gold-microchip-cufflinks?ga_order=most_relevant&ga_search_type=all&ga_view_type=gallery&ga_search_query=microchip%20cufflinks&ref=sr_gallery_5)
    Sim, são abotoaduras (para quem não sabe o que elas são: https://pt.wikipedia.org/wiki/Abotoadura e https://es.wikipedia.org/wiki/Gemelos_(accesorio)) feitas com chips Atmel 64k e olhando na página do anunciante se vê vários outros tipos de chips usados para tal.

  8. Olá amigos, sou o usuário que o último encontro do MSX Rio (11/03/2017) doou o drive de 5 1/4 da Liftrom para o grupo. Quando estava conversando com 2 membros do grupo sobre a história do drive, falei que estava tentando recuperar meu atari e eles deram algumas sugestões. Um deles (agora vi aqui no site do Retrocomputaria que é o João Cláudio Fidelis) estava vendendo um atari e alguns cartuchos. Gostaria que ele entrasse em contato comigo pois tenho interesse nos cartuchos e quem sabe… também no console caso não recupere o meu. Agradeço muito!

    Abraço a todos e continuem com essa força!

    P.S. No próximo encontro levo o manual do drive e alguns disquetes de 5 1/4 com utilitários e jogos.

    P.S.2 O outro colega era o César Cardoso.

  9. O formulário para participantes do encontro 2017 está desatualizado, está como Retro Rio 2016.

  10. Olá amigos, tenho um TK95 em perfeitissimo estado, mas parou de funcionar recentemente, acho que pelo desgaste natural dos componentes. Sabem me indicar alguém que troque peças e/ou faça um upgrade para colocar uma saída VGA ou similar? Obrigado e um abraço! Marcelo Ribeiro

    1. Sei de alguém que pode consertar o seu TK (se tiver conserto é claro) e posteriormente instalar uma saída RGB (pra usar com monitores VGA Multisync de 15 KHz – repare no detalhe: somente os de 15 KHz); o nome dele é Eduardo Luccas, abaixo o link do site dele
      http://www.luccas.com.br/

  11. Olá amigos!

    Poderiam divulgar meu anúncio de venda? Os links dos álbuns de fotos e vídeos seguem abaixo:

    586, álbum: https://app.box.com/s/0b4fi69zpm44rgitzoluglsv7isvi6ty
    486, álbum: https://app.box.com/s/14iy2yl87zfkx5gl1xj1l0nmqy7z00qt
    386, álbum: https://app.box.com/s/0pdxtwzf6m89k34xyxy7despcw7sa6xx

    Estou vendendo o pacote dos 3 micros por R$600, pagamento em dinheiro, retirada em Barueri, SP.

    Qualquer detalhe a mais, podem me perguntar por e-mail: laerte_m_jr@yahoo.com.br

    Grato.

    Abraços.

    1. Laerte, a gente n faz anúncios de itens à venda (nem mesmo os nossos), mas procure uma das comunidades de retrocomputação no Facebook, tem muitas que aceitam anúncios. Acho que você será mais bem sucedido por lá.

      Abraço e boas vendas!

    1. Doni, contacte o Victor Trucco (www.victortrucco.com) para saber se ele tem alguma unidade para vender. Boas compras!

  12. ola alguem sabe se existe um programa que simule um gravador cassete para passar jogos do pc para o apple ii ,pela saida de som

  13. Prezados, meu nome é Vitor, eu moro no Rio de Janeiro e estou procurando quem conserta micros antigos. Tenho um CP-500 e um Macintosh 128k (o original) parados, procurando alguém que os conserte aqui no Rio. Se vocês conhecerem alguém, poderiam por favor me informar? Em tempo: sou curtidor de micros antigos (é claro, por isso estou aqui!) e acho muito bom o site de vocês. Grande abraço.

  14. Bom dia, boa tarde e boa noite a todos os membros do Retrocomputaria. Estaremos referenciando [SPOILER] as últimas noticias sobre projetos de softwares de retrocomputação que estão sendo liberadas no github e afins na gravação do próximo episódio do Opencast. Se tudo der certo estaremos gravando ao vivo nesta quinta feira as 21:00.

    Abs. a todos, e velho é este PC que estou utilizando para escrever este comentário!

    1. A próxima RetroRio será em 1o e 2 de junho, no Centro Municipal de Artes Calouste Gulbenkian. Em breve estaremos divulgando maiores detalhes!

  15. Ola!!

    Talvez seja útil divulgar para alguns colecionadores de retro não tao retro (anos 1997-2000), eu modifiquei um script que cria um proxy web que elimina o TLS dos sites o que permite que eles funcionem em maquinas dos anos 90, sem o maldito erro de criptografia incompatível, o projeto no qual me baseei tinha habilitado um redutor de complexidade das paginas HTML o que também pode ser útil para maquinas dos anos 80, ambos funcionam se você carregar a página usanto protocolo HTTP puro (ele carrega via HTTPS e “traduz” para HTTP) , segue abaixo os dois projetos:

    WEB PROXY PARA RETRO 80’s-90’s (que renderize HTML simples):
    https://github.com/tghw/macproxy

    WEB PROXY PARA NÃO TÃO RETRO 97-2000’s (uso em um iMac G3, que consegue renderizar HTML mais complexo, só elimina as criptografias modernas)
    https://github.com/humbertocsjr/retroproxy

    Caso possam divulgar agradeceria pois eu tive muita dificuldade de achar algo que servisse para esse propósito

    1. Danjovic, estamos tentando uma maneira de fazer o ZX-81 que atende os contatos nas redes sociais entrar nessas interfaces novas de email. Já abrimos bugs no Google, na Microsoft, no Yahoo etc e tal, mas ninguém nos responde.

      1. 10, 19, 25, 10, 19, 9, 14, 9, 20, 26, 0, 8, 10, 24, 6, 23, 27, 0, 18, 6, 24, 0, 24, 10, 0, 10, 17, 10, 0, 19, 6, 20, 0, 10, 19, 25, 10, 19, 9, 10, 23, 0, 10, 24, 24, 6, 0, 18, 10, 19, 24, 6, 12, 10, 18, 0, 10, 19, 25, 6, 20, 0, 8, 20, 17, 20, 8, 6, 0, 26, 18, 0, 18, 24, 29, 0, 22, 26, 10, 0, 10, 17, 10, 0, 9, 6, 0, 8, 20, 19, 25, 6

        1. Ops…
          42, 51, 57, 42, 51, 41, 46, 41, 52, 26, 0, 40, 42, 56, 38, 55, 27, 0, 50, 38, 56, 0, 56, 42, 0, 42, 49, 42, 0, 51, 38, 52, 0, 42, 51, 57, 42, 51, 41, 42, 55, 0, 42, 56, 56, 38, 0, 50, 42, 51, 56, 38, 44, 42, 50, 0, 42, 51, 57, 38, 52, 0, 40, 52, 49, 52, 40, 38, 0, 58, 50, 0, 50, 56, 61, 0, 54, 58, 42, 0, 42, 49, 42, 0, 41, 38, 0, 40, 52, 51, 57, 38

  16. Boa noite Retrocomputeiros!

    Venho consumindo o conteúdo que vocês disponibilizam – excelente, diga-se de passagem – há algum tempo e arco que chegou a hora de contribuir (no momento, financeiramente) com o trabalho de vocês.

    Vim ao site procurar por uma opção de apoio recorrente e vi que vocês ainda não possuem. Existe alguma particularidade que impeça isso?

    Por exemplo, porque não criar uma conta no Padrim ou no Apoia.se para receber apoio recorrente?

    Se vocês criarem, eu serei o primeiro à contribuir com o trabalho; com o maior prazer!

    Por favor, o façam!

    Forte abraço à todos os retrocomputeiros!

    1. Bom dia Jonnes! Obrigado pela sua oferta de apoio. Realmente agradecemos muito toda oferta que recebemos.

      Lançamos recentemente a iniciativa Pague-nos um café (link aqui, justamente para todos aqueles que quiserem colaborar com o sustento do nosso site e podcast.

      Temos pensado na iniciativa de iniciar uma campanha no Apoia.se, ou no Padrim, mas são muitas coisas a serem resolvidas antes de fazermos essa campanha. E infelizmente, tempo nos é escasso. Mas por enquanto, se você quiser colaborar conosco, pague-nos um café! Se for um bule inteiro, a gente vai mandar brindes praquele que colaborou, por nossa conta.

      Obrigado e um abraço!

  17. Boa tarde! Sou professor da Unirio, uma das 5 Federais do Rio de Janeiro. A escola de Informática se localiza na Urca. Temos todos os anos uma semana de tecnologia. Gostaria de saber se interessa participar da semana com uma palestra ou um painel? Poderíamos tb ter alguma coisa mais prática…
    Quera saber se e como poderíamos conversar sobre o assunto…
    Só pra vcs saberem o meu background. Meu primeiro micro foi um ZX81 original em 1992 (falecido) mas ainda tenho um TR85 e um ZX2068. Sou Engenheiro de Computação pela UERJ. Minha área na Unirio é Redes, Hardware e Inferaestrutura. Atualmente estou lecionando uma disciplina usando Arduino, além de Redes 2. Lecionava Arquitetura e Sistemas Operacionais.

    1. Obrigado pelo apoio, Leonardo, lhe mandamos um e-mail para prosseguirmos o papo, mas se preferir outras formas de contato é só dizer. Um abraço!

  18. Olá pessoal, queria deixar dois comentários sobre o ep. Doom – Parte A (eu sei que estou atrasado… são muitos podcasts na fila rs): 1. Não que faça muita diferença, mas não foi o The Rock que fez o “Doomguy” no filme, foi o Karl Urban e essa é realmente a única parte que presta (mais ou menos) no filme. 2. O que mais impressionava no setup do John Carmack não era o monitor ser wide, mas sim ser FullHD 1080″P” Truecolor em 1995, o que obviamente não é mérito apenas do monitor, mas também da estação SGI onde ele era ligado. Abração e continuem o excelente trabalho.

  19. Prezados:
    Achei um vídeo bastante interessante e insólito sobre um demo apresentado no que parece ser uma “demo party” russa, até aí nada surpreendente a não ser pelo detalhe da “máquina” aonde rodou este demo (link abaixo), abraços à todos do blog!
    https://youtu.be/3db3HIQuGds

  20. Opa! Muito boa a iniciativa de publicar os episódios deste podcast no Spotify, em conjunto com os demais serviços de streaming de áudio.

    Acho Spotify muito mais prático e apropriado que o YouTube, principalmente para plataformas móveis.

    Obrigado!

  21. Pessoal, preciso de uma ajuda, tirei o meu expert pra brincar e não lembro mais como criar um autoexec.bat, se eu me lembro eu criava direto no msx, quero criar algo simples tipo: BASIC NOMEPROGRAMA.BAS sei que dá pra fazer no PC, mas gostaria de lembrar como fazer direto no MSX, quem lembrar eu já agradeço se me esclarecer essa dúvida.

  22. Bom dia, pessoa do Retrocomputaria, tudo bem? Espero que sim! 😀
    Conheço vocês desde 2016 mas nunca havia mandado nenhuma mensagem ou feito qualquer comentário, mas senti que agora é o momento.

    Gosto muito de velharias, tanto que faço parte de um podcast que fala também sobre jogos, mas somente jogos antigos, e quando damos a ficha deles muitos haviam saído para os queridos Commodore 64, Amstrad CPC, Amiga e Atari ST, e isso sempre é motivo de curiosidade e devido a seus formatos peculiares e capacidades gráficas chamamos eles carinhosamente de “máquinas de escrever com tela”.

    Como vocês são o pessoal mais gabaritado nesse assunto que eu conheço gostaria imensamente de convidá-los para falarem sobre a biblioteca de jogos desses queridos micros pessoais dos anos 80.

    Caso aceitem, o que seria de imensa alegria para nós, podem nos contactar em contato@fliperamadeboteco.com, ou diretamente nos nossos e-mails: gzferrar@gmail.com (Guilherme Ferrari, o host) e eu, Alexandre.

    Um grande abraço a todos e até!

  23. Procuro discos “travados” (protegidos contra cópia) de MSX em especial a versão do Nemesis.

  24. Vale a pena dar uma olhada neste vídeo sobre o código de programação responsável pelo “efeito de chamas flamejantes” que aparecem no já clássico jogo “Doom”; o o link está aqui:

    https://youtu.be/HCjDjsHPOco

    É um vídeo feito por um brasileiro, fã do jogo “DOOM”, que fez algumas pesquisas na rede e em livros sobre rotinas de programação utilizadas no jogo para PC e em alguns ports e resolveu compartilhar, de forma didática , o código responsável por um dos mais emblemáticos efeitos desse clássico dos computadores e videogames!

    1. Os algoritmos do YouTube me indicaram esse vídeo. Depois vou ver sim, obrigado pela dica!

    1. Sempre estamos prontos para responder qualquer pergunta. A presença ou não de um microfone é mero detalhe técnico. Sinta-se à vontade!

  25. pessoALL, vamos ver se alguém me ajuda em uma dúvida.
    Meu Expert possui um SCC, que está ligado no slot traseiro. Salvo engano este slot é interligado com o slot “b”.
    Fato é que eu adquiri uma placa SD Maper, e a uso no slot “a”, pois no “b” não funciona.
    Tenho uma Megaram 256, que se coloco no slot “b” não é reconhecida.
    Porém, eu já tive outro MSX há muito tempo atrás que tinha um SCC, só não lembro como estava ligado, porém eu usava os slots dianteiros “a” e “b” normalmente.
    Alguém tem alguma sugestão de como resolver este problema que estou enfrentando?
    Agradeço alguma dica.
    Abraços de Porto Seguro – BA.

    1. Colocar SCC e MegaRAM no mesmo slot não tem muito mistério e funciona sem ajustes adicionais. Pela sua descrição parece que slot B, Bus Expansion ou ambos podem estar com algum problema (mal contato, oxidação etc). Você já conectou outros cartuchos neste slot e eles funcionaram?

      1. Inicialmente, obrigado pela resposta. Vamos lá 😉
        Meu kit é um DDX, e pelo que eu ví, ele está ligado no Slot B, pois o pino 4 está ligado nele (a trilha da placa está cortada). O SCC é reconhecido normalmente.
        Eu tenho um cartucho SD Maper, mas ele não funciona no Slot B. Não sei se é normal isso ou sinal de problemas..
        Por via das dúvidas, esse fim de semana eu desmontei o msx, e testei as trilhas, estão sem problemas. Pior que não tenho outro cartucho para testar no slot B. Entretanto, eu encontrei na Megaram um componente cerâmico que estava trincado, eu removi e vou trocar ele, ver o que acontece.
        PS: Esse FDS consegui ressuscitar um Amiga A500 \0/ fiquei muito contente rsrsrs ele não estava ligando.

  26. Opa! Olá amigos, deixo aqui uma sugestão de pauta para algum dos próximos podcasts. Gostaria de ouvi-los a repeito de um dos computadores mais importantes de todos os tempos: o Apollo Guidance Computer. Acredito que seria também apropriado devido à comemoração dos 50 anos da Apollo 11. Abraços!

  27. Olá!

    Tenho um MSX Gradiente Expert DD Plus 1.1 BR.
    Não tenho TV/monitor pra ele… então, adquiri um adaptador “RCA -> VGA” – semelhante ao do link do mercado livre: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-810352150-adaptador-conversor-transcoder-rca-s-video-p-monitor-vga-_JM?quantity=1

    Ganhei de um amigo um monitor “LG Flatron L1550s” e tenho também um “Positivo Smile Light 563” (esse, escolhi segundo uma lista de monitores compatíveis em termos de frequência).

    Bem, com o adaptador, em ambos monitores não consegui tela colorida e, além disso, a a tela fica desconfigurada, como se iniciasse a exibição dos caracteres lá pela coluna 10 e, o que sobra da coluna 70 em diante, fica sobre posta a partir da coluna 10, ou seja, fica muito ruim de digitar e abrir programas e jogos.

    Até onde pesquisei, isso seria devido a frequência que, exatamente esse meu MSX não tem suporte.

    Até encontrei um esquema no link:
    https://www.msxpro.com/rgb-vga-universal.html
    …. mas o problema é quem faria isso pra mim.

    enfim, caso alguém tenha alguma sugestão, agradeço desde já.

  28. Olá!

    Tenho um MSX Gradiente Expert DD Plus 1.1 BR.

    Não tenho TV/monitor pra ele… então, adquiri um adaptador “RCA -> VGA” – semelhante ao do link do mercado livre: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-810352150-adaptador-conversor-transcoder-rca-s-video-p-monitor-vga-_JM?quantity=1

    Adquiri dois monitores LCD:
    1. “LG Flatron L1550s”
    2. “Positivo Smile Light 563” (esse, escolhi segundo uma lista de monitores compatíveis em termos de frequência)

    Em ambos, a tela ficou meio desconfigurada, não funcionou corretamente.

    Até onde pesquisei, isso seria devido a frequência que, exatamente esse meu MSX não tem suporte, 15.75Khz.

    Então encontrei esse manual “Conversor RBG -> VGA Universal” , baixei o PDF, imprimi e fui até uma eletrônica, aqui na minha cidade. O cara da eletrônica dá aulas de eletrônica em uma escola técnica. Então ele pediu para que eu verificasse se ainda é possível adquirir os componentes necessários, como circuitos, resistores, capacitores, etc e, também, o esquema do circuito, para fazer as conexões/ligações corretas. Até perguntei se, pelo item 5, “Chapeado e Layout da placa” não seria possível e ele comentou que precisaria mesmo do esquema.

    Aqui no “retrocomputaria”, alguém teria alguma sugestão para me passar?

    Agradeço desde já,
    Elvio.

    1. Boa tarde, Elvio!

      Sobre esse circuito, eu te recomendo olhar no MSXPro (https://www.msxpro.com/rgb-vga.html). Mas pra vc usar RGB num Expert, vc tem q tirar o sinal do conector RGB do micro. Além disso, tem os monitores, q n tem suporte a 15 Khz… Só alguns. Tem uma lista nesse documento aqui: https://docs.google.com/spreadsheets/d/1IdRYLaNx8febWMJZSJFq-MN9Yrv-WrPopAeJD6gHNT0/edit?usp=sharing

      Faz o seguinte: https://chat.whatsapp.com/0CuIBGeLb5bCdq5aR8mPKW . Este é o grupo de WhatsApp de MSX, e tem gente q inclusive faz esse circuito e vende. Pode te ajudar.

      Abraço!

  29. O feed RSS para o podcast não lista mais todos os episódios. Uma sugestão, usar 0 (zero) como valor máximo para não ter limite de episódios no feed! 🙂

    Quando começo a ouvir um podcast que já tem muitos episódios eu começo ouvindo os atuais na ordem que vão chegando (tomando cuidado pra não atropelar alguma série em andamento) e também ouvir do primeiro em diante… daí notei a ausência dos primeiro.

  30. Gostaria de entrar em contato com alguem que faca manutencao de MSX na cidade do Rio de Janeiro.
    Obrigado. Mauro

  31. Os links para os arquivos mp3 dos BGM estáo quebrados.

    Futucando um pouco descobri os endereços corretos. Deixo aqui como referência para quem estiver procurando enquanto um concerto não é feito. 🙂

    BGM #1 – J-War
    https://files.retrocomputaria.com.br/retrohitz/bgm001.mp3

    BGM #2 – Arranger
    https://files.retrocomputaria.com.br/retrohitz/bgm002.mp3

    BGM #3 – Gradius in Classic I
    https://files.retrocomputaria.com.br/retrohitz/bgm003.mp3

    BGM #4 – Hnostar CD
    https://files.retrocomputaria.com.br/retrohitz/bgm004.mp3

    BGM #5 – Covers
    https://files.retrocomputaria.com.br/retrohitz/bgm005.mp3

    1. Obrigado, Tiago. Vou repassar aos macaquinhos que montam nosso feed para ver se eles fazem direito da próxima vez.

  32. Boa noite! Descobri o podcast de vocês por acaso, e tô escutando um atrás do outro! Vocês estão de parabéns! Sou “novo”, mas meu primeiro computador foi um CP400 Color, da Prológica, que tenho funcionando até hoje. Adoro essas máquinas antigas e toda a nostalgia presente.

    Mas o que eu gostaria de saber mesmo é qual as músicas que vocês usam na introdução do podcast! Aquele punk rock é bem maneiro!

    Abraços e continuem com o ótimo trabalho!

    Obrigado!

    1. Oi Julio, que bom que você veio até aqui nos ouvir. Nos sentimos muito honrados.

      A abertura é uma mescla de sons de micros clássicos.

      Começamos com a contagem regressiva do cartucho Ligue-se ao Expert, feito pela Gradiente para o MSX. Depois vem a música Hey Hey 16K, do MJ Hibbert. Aí temos Cannon Fodder, do Amiga, a explosão da nave no Space Manbow (MSX) e a minha esposa (Maria Cláudia) falando. Essa abertura foi mudada em 2017, então foi enxugada.

      Esperamos ter satisfeito sua curiosidade, e novamente, nos desculpe pela demora!

    1. Oi Camila! Temos camisas para vender sim, tiramos os anúncios da pausa. Se quiser comprar, fique a vontade. Novamente, desculpe pela demora na resposta.

  33. Oi amigo, Boa noite…Estou precisando daquelas duas fitas elétricas que tem na placa do TK 2000…as minhas deterioraram…Sabe onde posso encontrar?

    1. Boa noite, Donato. Infelizmente não, mas sugiro que procure a comunidade do TK-2000 no Facebook – deve ter. Mas você pode começar perguntando ao pessoal de Apple II, eles devem poder te indicar onde falar com o pessoal fera em TK-2000. Boa sorte!

    1. Obrigado pela lembrança, Rodrigo! Acho que falamos sim, num Repórter Retro mais recente. Inclusive teve brasileiro que ganhou prêmio. Muito bom!

    1. Lerei. Isto pode ser um bom adendo ao nosso episódio sobre planilhas. Obrigado pela dica!

      1. Mas uma coisa
        é certa, cometi um erro de concordância ao formular minha questão, e por isso peço desculpas, rsrs

    1. Que bom, Humberto! Já repassamos pra quem redige a newsletter, para colocar por lá – ou no Repórter Retro.

      Quanto à nossa periodicidade, a gente sempre foi chato. É, tivemos alguns problemas numa hospedagem anterior… Mas sempre publicamos material nas quartas de noite. Mas de qualquer forma, obrigado por sua audição desde 2010! Abraço!

    1. Axel, isso seria muito, mas muito complicado. Pra começo de conversa, a equipe se divide em 3 cidades diferentes: Rio de Janeiro (3), Campinas (1) e Brasília (1). E já foi pior, um dos cariocas esteve residente em Presidente Prudente (SP) por uns bons anos. Começa o problema aí.

      Segundo que teríamos que definir pauta, contratar alguém pra editar os vídeos… Até temos um estúdio que podemos usar, cedido a nos de forma graciosa. Mas o problema é o resto. Como já temos expertise em áudio, preferimos continuar com podcasts. Mas fazer uns vídeos de vez em quando também é nossa intenção. Fique de olho no nosso canal no YouTube, pode ser que saia algo diferente por lá.

      Abraço!

  34. Preciso de ajuda com meu TK3000, sou de Curitiba… alguém pra indicar para reparo por aqui. Grande abraço a todos.

      1. obrigado, vou falar com ele, grande abraço a todos e parabéns pelo site e pelo podcast, estou fazendo maratona hehehehe, vcs são f…da

  35. Sobre o Episódio 105, Impressoras, elas são o paraíso e o inferno. Estou com os dedos sujos de tinta tentando recarregar os cartuchos e a impressora (software) se recusa a aceita-los e imprimir…
    É notável a evolução das Deskjets (hp). As antigas vinham com até 27ml de tinta e dava para imprimir bastante coisa. Os modelos atuais não passam de 8ml e a colorida apenas 2ml… e tome comprar cartucho caro a toda hora, tá valendo mais que ouro…

  36. Boa tarde, estou com um jogo chamado Rastan, são uns disquetes grandes, como faço pra descobrir de qual PC é?

  37. Boa noite pessoal!
    Possuo um CP 400 Color II e outros retrocomputadores, porém esse micro não está ligando mais, poderiam me indicar alguém que tenha experiência em consertar esse tipo de equipamento?

  38. Venho pedir a ajuda da comunidade MSX para obter o esquema de ligação
    para o cabo de entrada e gravação de dados (DIN) para o meu HotBit.
    Um computador que não grava e nem lê os dados é apenas um console de games, e
    eu estou nesta situação, sem o cabo e precisando saber como faze-lo ou quem o faz.

    Obrigado a toda a ajuda…

  39. Olá. Adquiri um CP 200s do modelo que vem com a fonte dentro da console.
    Abri o micro e me deparei com um chip 6809 marcado no corpo..??? Teria algo a ver
    com o 6809 CPU da Motorola ??

    1. A Prologica fez uma versão do CP200 com 2 chips de lógica programável, encomendados no exterior, e remarcados como 6809 e 6821 pra poderem ser importados legalmente (mesmo na época da reserva de mercado alguns chips podiam ser importados pois entravam como matéria prima de alguns produtos de tecnologia feitos no Brasil). Note que junto com as marcações aperece CHIP1 e CHIP2. O primeiro tinha grande parte da lógica de decodificação e acesso de memória enquanto o segundo tinha a maior parte da lógica de geração de vídeo.

  40. Noite!! Tô tentando fazer uma doação pra vcs mas, o Mercado Pago não funfa… tem um tempo já… tem como consertar ou como transferir pra vcs por lá? Abração e MSX Forever

    1. Estranho Wilson, acabamos de acessar aqui e a princípio, tudo certo. Tentamos o acesso a partir de uma janela privativa do navegador, e funcionou. Qual é o problema que você teve?

  41. Olá meu é Eduardo Guedes eu acabei de sonhar com isso um tal de projeto secreto daynacon t 600 e o nome Helen tailer o que é isso será que vocês podem me ajudar e acabou o sonho com algo do futuro tipo 2022.

  42. Bom Dia. Tenho uma HP-35, aquela que foi a primeira calculadora da HP. em excelente estado de conservação. Como poderia saber o valor dele para colecionador. O modelo dele é serie 1346A.

    1. Boa noite, Carlos!

      Olha, a melhor maneira é procurar gente que seja interessada nessa calculadora e fazer uma consulta. Mas faça com mais de um, caso você não conheça a pessoa o bastante para ter confiança na sua avaliação. Sempre tem a possibilidade de alguém tentar depreciar o valor pra comprar mais barato. Plenamente possível. Por isso, sugiro que veja em sites de vendas (OLX e ML), mas faça a consulta a respeito, de preferência com mais de uma pessoa.

      Espero ter ajudado. Abraço e boa sorte!

  43. Repensando investimento na recuperação de empregos, mencionem quais as empresas daqui de tecnologia em semicondutores já oferecem cotas ou parcerias lucrativas?

  44. Eu me lembro de ter jogado no MSX 1 um jogo bastante similar ao “Elite”, às vezes era até chamado de “Elite 2”. Alguém faz ideia de que jogo fosse esse?

  45. Olá, tenho uma fonte 220V que comprei na Bélgica, mas está sem uso no momento. Eu gostaria de doá-la, só pediria que a pessoa pegasse aqui em casa – moro perto da Av. Paulista, em São Paulo, Capital. Alguém teria interesse?

    1. Oi Nélio, boa tarde!

      O nosso problema é que a equipe reside no Rio de Janeiro (3 integrantes), Campinas (1 integrante) e Brasília (1 integrante). Já fomos um dos podcasts com o maior perímetro do Brasil, quando um dos cariocas residiu em Presidente Prudente, SP.

      Podemos ver se algum amigo nosso tem interesse, já que nós mesmos não poderemos pegar. Alguém interessado?

  46. Boa tarde Ricardo.

    Me chamo Luiz Ricardo e sou engenheiro de controle e automação. Apesar de ser um usuario linux a bastante tempo, eu assisti o curso de linux do curso em video e te conheci por lá. O curso em video é um canal expetacular e eu sou fã do Gustavo Guanabara dignino de solicitação de autografo! Comecei minha vida na informatica com um Itautec is30plus com 10 anos de idade. Hoje coleciono pc´s e hardware antigos. Tenho um kit com 5 placas do projeto Sergey’s XT (http://www.malinov.com/Home/sergeys-projects/sergey-s-xt) composto de backpane, placa principal, e controlador IDE. Tem espaço pra entusiasta pc-xt 😛 ? Eu estou disposto a compartilhar minhas placas… Eu nunca consegui importar os componentes pra montar meu xt. Outras prioridades surgiram e o tempo passou. Saudações!

    1. Oi Luiz, saudações! Sempre há espaço para entusiastas de retrocomputação, inclusive o povo que curte PC velho retro. Seja bem-vindo!

      Eu não conheço o projeto do Sergey’s XT, vou depois ver.

      E sobre o site e podcast, só posso dizer uma coisa: Divirta-se! ?

      Abraço!

  47. Boa Noite a todos! https://github.com/skiselev/omega. Segue um projeto DIY pro msx2. Não conheço muito sobre o msx mas de ouvir os podcasts fiquei c vontade de ter um. E como que compra hoje com preço acessível? 50 bolsominions da? :P. Segue o link pra vcs conferirem.

  48. Olá! Que coisa mais linda encontrar esse site. Estava procurando sobre o programa Bits & Bytes de 1983 e cai aqui e fiquei muito feliz :). Eu sou da época do ZX Spectrum, TRS80, TK-90X, etc…
    Queria saber se alguém tem o episódio dublado do Bits & Bytes de 1983 que foi mencionado no site. Se tiver gostaria muito de ver, nao encontrei na rede. Sempre que coloco dublado aparece esse site, mas la diz que o video foi removido :(. Quem sabe alguem baixou e tem por ai. Agradeceria muito!

    Muito obrigado desde já!

  49. Bom dia.
    Espero que alguém por aí ainda possa me ajudar. É sobre programação em Qbasic. O Qbasic.exe que era muito utilizado no Windows 3.11, Windows 95 e Windows 98.
    Indo direto ao assunto:
    Gostaria de saber se é possível haver um acionamento de uma tecla, feito automaticamente por um programa em “Qbasic”, e como seria essa linha de comando.
    Eu tenho o programa SNARF.EXE, que executo antes do Qbasic, no MS-DOS. O SNARF.EXE é um programa que fica residente na memória, e a função dele é a captura da tela, criando uma imagem “.BMP”. Ele fica a espera do acionamento das teclas combinadas “ALT + S” para a captura. Eu preciso capturar milhares de telas “prontas” ao longo do trabalho feito por um programa “.BAS” no Qbasic. O programa “.BAS” roda sem problemas com a tecla “ALT” travada (constantemente acionada); assim basta que a tecla “S” seja acionada para que a tela seja capturada pelo SNARF.EXE. Se o próprio programa “.BAS” não realizar o acionamento da tecla “S”, eu tenho que ficar por muitas horas no teclado, acionando essa tecla, sempre que a tela estiver “pronta”, e isso ocorre a cada 6 ou 10 segundos, ininterruptamente.
    Como, então, eu programo o arquivo “.BAS” para ele executar essa “teclada”, que seja válida para o SNARF.EXE aceitar como sendo feito no teclado físico, e assim capturar a tela.
    Espero que ainda tenha alguém recebendo comentários aqui, e que possa responder, me informando como eu resolvo essa questão.
    Obrigado.

    1. Oi Wagner, pelo que vi o Snarf tem o código aberto em assembly x86 e seria teoricamente possível pegar só a parte do programa que cuida de capturar a tela (a parte chamada depois que o «Alt»+«S» foi identificado), carregar com “BLOAD” em algum canto seguro da memória e chamá-lo com o comando “CALL$” — uma alternativa mais simples é salvar os 64Kb da área de vídeo e converter depois, algo como DEF SEG=&HB800:BSAVE “tela”,0,65535 mas não sei se funcionaria com todos os modos de vídeo.

    2. Ligue um LDR (resistor sensível à luz) nos dois pinos da tecla;
      programe a inversão da cor de fundo para iluminação total do crt;
      grude com crepe o LDR “encarando o video”.

      * gambiarration que gasta 0% de CPU.

  50. eu gostaria de estudar a história da marca apple que era da gradiente. Alguém sabe em qual artigo o retrocomputaria fala sobre esse assunto.

  51. Olá,

    Em minhas recentes aventuras “de volta ao passado com MSX”, adaptei o (excelente) game FlappyBird, do Giovanni, e incluí música de fundo.
    Está em:
    https://github.com/tagwato/flappybird4msx.

    Ressalto que o objetivo era aprender como controlar o ritmo/cadência de uma música enquanto o jogo se desenrola.

    Acredito que possa servir de “template” e auxiliar outros desenvolvedores nesse tipo de projeto.

    Se puderem publicar algo a respeito…

    PS – programação apenas como hobby, desculpem eventuais “derrapadas”.

  52. Em relação ao game FlappyBird para MSX com música, do qual falei neste espaço, informo que, atendendo a “inúmeros” pedidos, consegui alterar o código para fazer a música tocar em velocidade igual (*), seja em PAL/50hz, seja em NTSC/60hz, e independentemente da frequência usada na geração da música.

    Também descobri que na ferramenta Arkos é “permitido” usar todos os 3 canais do PSG para música, mesmo que sejam gerados efeitos sonoros ocasionais em qualquer um desses canais. Assim, passei a utilizar as músicas como são originalmente e a qualidade do áudio melhorou bastante.

    As alterações foram feitas no GitHub.

    E assim acabam as férias e as minhas aventuras com o MSX em 2021.

    (*) talvez não exatamente “igual”, mas é difícil distinguir uma coisa da outra.

    1. Poxa, legal! Certa vez eu adaptei o Wyz Player para ser legal em 50Hz e 60Hz, até comentei com o autor mas ele não achou lá grande coisa (eu reduzi em 1 o tempo do intervalo do tocador no caso de 60Hz).

  53. Olá, pessoal da Retrocomputaria. Tenho um Tk-2000 guardado aqui desde de mil novecentos e carne assada. Será se por um milagre, alguém por aí não teria algum soft dele em “cassete”? Pois houve uma enchente aqui há um bom tempo e as todas as fitas nadaram e ficaram imprestáveis. Como diria o sr Omar: Trágico, trágico.

    1. Isso vai ser lento, hein?!

      O engraçado é o pessoal desses sites de tecnologia pegando notícias do exterior e reproduzindo… Aqui em terra brasilis, só quem conhece Commodore 64 é quem é interessado em retrocomputação. Agora, MSX, TK-90x (ZX-Spectrum não, TêKá mesmo), Apple II… Muita gente conhece.

      1. Creio que minerar bitcoin (e não outras criptomoedas, como o Ethereum) em Comodore 64, não seria viável, nem se fizessem alguma coisa brutal como o “Supercomputador de PS3” que foi feito nos EUA há cerca de dez anos [https://www.tecmundo.com.br/supercomputadores/6846-mais-de-1500-playstation-3-reunidos-para-formar-um-unico-supercomputador.htm].
        Aliás, fico pensando se seria possível fazer um cluster de C64, e se alguém tentou isso na época “comercial”dele

  54. Alguém pode me vender uma cópia do disquete do “Sistema Operacional de Disco” 3 1/2 Pol. para a controladora DDXR (disk drive 3 1/2 Pol. do MSX). Que seja bootável. Obrigado

    1. No MSXPro tem algumas imagens de disquete disponíveis, é pegar a imagem, um drive de disquetes no PC e usar uma ferramenta como o win32diskimager. Clique aqui que tem as imagens lá.

  55. Pessoal, boa tarde. Não sei se vocês poderiam me ajudar. Eu comprei um Commodore 64 já há alguns anos, e aparentemente ele estava funcionando, pelo menos no Basic (não tinha nenhum software para testar nele). Então, bem depois, eu comprei uma placa externa SD2IEC, para usar cartões SD como se fossem disquetes no micro.
    Gravei no cartão SD alguns jogos para C64 e o software básico necessário para rodar o cartão no micro (é uma espécie de seletor de pasta/disquete). Liguei no micro e, a princípio, tudo funcionou normal: o programa para ler o cartão SD entrou perfeito, ele lê todas as pastas e permite selecionar o “disquete virtual” que eu quiser… Porém, estranhamente, reparei que só alguns jogos (a minoria) rodam direito. A maior parte deles trava geralmente na tela inicial do jogo. Sei que as imagens das roms estão boas, pois rodam perfeitamente num emulador de C64 no meu PC. Ah sim, já testei com outro cartão SD (só para tirar a dúvida) e o resultado foi exatamente o mesmo, logo o problema não está no cartão.
    Minha dúvida é então se o problema pode estar no próprio micro ou se está na placa SD2IEC. Alguém aqui já teve experiência de uso dessa placa com o C64? Se alguém aí puder me ajudar ou indicar alguém que entenda do assunto, agradeço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.