Episódio 79 – Minicomputadores – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Um episódio em que subiremos um pouco, mas só um pouco, no tamanho dos computadores, já que falaremos de minicomputadores.

Nesta parte do episódio

Retomamos do Data General Eclipse para repassar minicomputadores notáveis de outros fabricantes – HP, IBM, Norsk Data, Tandem Computers, Texas Instruments… Contamos o fim da Era dos Minicomputadores e a situação deles hoje.

Terminamos falando do legado que os minicomputadores nos deixaram… que, sim, é MUITO maior do que parece à primeira vista: BASIC, arquitetura de microprocessadores, Unix, a interface de comandos do PDP no CP/M e MS-DOS, David Cutler e o Windows NT, os alumni de DEC e Data General, a ideia das soluções turn-key, jogos eletrônicos e até a supremacia do ASCII sobre o EBCDIC.

Ficha técnica:

  • Número do episódio: 79
  • Participantes: Ricardo, João, Cesar, Giovanni e Juan
  • Duração aproximada: 50 minutos
  • Músicas de fundo: Músicas de CD
  • Download em ZIP

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

2 comentários sobre “Episódio 79 – Minicomputadores – Parte B

  1. Ótimo episódio pessoal, revelando de onde apareceu tudo isso que usamos hoje em cima da mesa, ainda tem gente que acha que tudo começou dos PC da IBM.

    Também já fui operador de AS400, estudei OS400 na faculdade e só não programei em RPG400 por falta de oportunidade (que hoje não sinto a minima falta). Tem uma amiga minha que trabalha com esses mini-computadores até hoje, tendo se mudando para os States a uns bons 5 anos, sendo que começou trabalhando pela Itec.

    Tanta empresa comprando uma as outras que na nostalgia do episódio, senti saudades de ver os monstrengos da DIGITAL rodando DOOM na Condex SP (sim, eu vi isso acontecer, pena que na época eu não tinha câmera para registrar).

    Já trabalhei com HP-UX, ajudando um tiozinho (Carlão, que Deus o tenha) na Editora Ática a criar scripts no shell para importar arquivos de texto, gerados em Clipper, para dentro do Oracle. Bons tempos…

    Valeu pessoal, até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *