PicoFox, para o Pico-8.

Você já ouviu falar do Pico-8? Eu também não, aí fui pesquisar, e achei algumas coisas interessantes… O PICO-8 é um videogame virtual. Sim, ele não existe fisicamente, só na Internet. Joseph “Zep” White o criou para estabelecer limites para os atuais desenvolvedores de jogos. Dizem que com crise se cresce. Bem, com restrições, a criatividade floresce. Todos nós que jogamos desde antes dessa geração leite com pera e creme de cacau com avelã resolveu nascer, sabemos que essa é uma afirmação válida.

Pois então, o PICO-8 é um desafio aos programadores atuais. Ele tem resolução máxima de 128 x 128 pixels, 4 canais de som, e limite de 32 Kb por “jogo”. Você pode programar ele em Lua e precisa pagar US$ 15 para poder programar para o PICO-8.

Interessante, não? Pois é, a última (ou penúltima) é que portaram o Star Fox (SNES) pro Pico-8, chamando-o de PicoFox.

Pois então, o jogo tem 3 fases, inspiradas nas fases da versão que saiu para SNES. Ou seja, tem aquele efeito 3D, visto por trás. Tem todos os elementos que se encontra no StarFox: Você joga com Fox, destrói inimigos e voa através de edificações. Tem uma barra de energia para saber até onde você pode ser alvejado ou abalroado, e principalmente mostra que é possível trabalhar com 3D (mesmo que limitado) com o PICO-8.

Interessado? Vai lá no site do PICO-8 (o primeiro link, lá em cima) e confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *