Arquivos mensais: fevereiro 2016

Episódio 61 – Luz! Câmera! Boot! – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Sobre o episódio

Este é o episódio 61 do Retrocomputaria, iniciando nossa sétima temporada! Neste episódio exploramos a participação dos computadores na Sétima Arte, com destaque para como Hollywood enxergou o advento do Computador Pessoal. Ou seja, veremos as pegadas (Joystickadas? Mouseadas?) das nossas queridas máquinas clássicas na Calçada da Fama! Para desbravar este território pop temos como guia Sherpa Maurício Saldanha, velho conhecido dos ouvintes do Rapaduracast e do Cabine Celular — infelizmente ele foi abduzido por um computador rebelde e deve estar em algum lugar do Grid neste momento.

Nesta parte do episódio

Mais aparições de micros clássicos, Tony Stark fazendo bullying, anos 90 e, para encerrar, zuêra na telona!

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Consertando um Atari Video Music

O que? Um pouco antes do Atari 400 e 800, do console 2600, das séries XL, XE, ST, iTunes, Windows Media Player e YouTube… Lá por volta de 1976 a Atari comercializou uma curiosa traquitana chamada Atari Video Music, um dispositivo para você conectar seu aparelho de som estéreo HiFi — a.k.a. vitrola — em seu televisor para poder visualizar os padrões gerados pelas ondas sonoras… uau! 🙂

Um destes, quebrado, caiu nas mãos de Ben Heck que após a troca dos capacitores (sempre eles) e outros trecos o colocou para funcionar! Só faltou um let’s party like it’s is 1976 visualizando um Dancing Queen num televisor de 20″ todo transistorizado — depois a gente assiste Rocky no betamax!  😀

Festival de hardware para Amiga

Tem sempre coisa nova em hardware aparecendo para os Amiga.

vampirev2

Essa placa aí em cima é o Vampire II para Amiga 600, que, por 150 euros, dá aos donos do 600…

  • 128MB de FastMem
  • Suporte a saída de vídeo digital e ao Picasso96
  • Core FPGA de 64 bits, suporte completo a 32 bits
    • Com isso, o Amiga 600 fica mais rápido que um 1200 com 68060@80MHz.
  • Core atualizável a partir do próprio Amiga
  • Suporte próximo a SD como um HDD
  • Suporte futuro a FPU e áudio de 16 bits

(Inclusive alguns já estão postando resenhas. Parece incrivelmente bom.)

Já a GGLabs disponibilizou o projeto do A520HD que é, como o leitor mais esperto já deve ter adivinhado, uma “atualização” do A520 para um mundo de HDTVs.

(Indie Retro News e VITNO)

Festival de hardwares para Apple II

model-b-750

Aí em cima temos uma foto do Floppy Emu Model B, a nova versão do emulador de floppy/HD para Apple II e Classic Mac vindo do forno do Steve Chamberlain (Big Mess O’Wires), com suporte direto (sem adaptadores) para toda a linha Apple II, suporte a microSD, suporte a hotswap de cartão e melhoras na emulação de disco.

Já os interessados no adaptador VGA para Apple IIc tem agora uma resenha do produto para saber se vale a pena a compra. (via)

Scans do dia para Amiga

AAAChipset-500x254

O pessoal da Retro Commodore, especialista em scans de alta qualidade para as plataformas da empresa canadense-americana-alemã-Tramiel-Gould-etc, tem dois scans que, certamente, agradarão muito aos usuários de Amiga.

O Overview of Advanced Amiga Architecture é uma versão escaneada em melhor resolução de um documento que o autor (Dave Haynie) já havia liberado, o que vai facilitar muito a leitura para quem quiser entender como a arquitetura do Amiga poderia ter evoluído depois do AGA. (VITNO)

O Amiga User Interface Style Guide é para quem quiser entender como foi concebida e qual é a lógica da interface de usuário da máquina. (VITNO)

Inspiração pra balada do dia: festa de lançamento do Windows 95

Então… 18 horas, hora de bater o ponto e ir pra casa, tomar aquele banho e ir pra balada. Ou então fazer aquecimento (alcoólico, claro) em algum lugar e ir pra náite.

Hora de pensar em alguma dança nova pra impressionar na pista de dança, né?

Então trazemos uma retro-inspiração: Bill Gates e o Mestre da Dança (e favorito da casa) Steve Ballmer curtindo muito e mexendo o esqueleto ao som de Start me Up, no lançamento do Windows 95.

Nossos agradecimentos mais que eternos ao The Next Web, que ressucitou este vídeo no Twitter (embutido aí em baixo pra mais dancinhas) nesta sexta-feira pós-Carnaval.

Macross 6502

habitat

O pessoal do Museu de Arte e Entretenimento Digital recuperou e disponibilizou no GitHub o código fonte do Macross — não, não é este Macross! — um montador assembler para 6502 desenvolvido entre 1984 e 1987 pelo pessoal da LucasFilm Ltd e utilizado na criação de títulos Habitat (que rodava na QuickLink, aquilo que veio a virar a AOL), Maniac Mansion e Zak McKracken.

Continue lendo Macross 6502

Retrohitz #133 – MSX: Dragon Slayer 4 – Drasle Family – trilha sonora

http://www.retrocomputaria.com.br/wp-content/uploads/2013/02/retrohitz_vitrine_570x190.png

Este é o episódio 133 do Retrohitz.

Neste episódio, a trilha sonora completa do jogo Dragon Slayer Quatro: Draslou Family, para MSX, MSX2 e NES.

Duração: 30 minutos

Lista de músicas:

  1. Archwinger
  2. Character select
  3. Dilgyos
  4. Ending
  5. Erebone
  6. Game Over
  7. Intro
  8. Item Select
  9. Lyll’s theme
  10. Maia’s theme
  11. Main dungeon
  12. Overworld theme
  13. Pochi’s theme
  14. Rockgaea
  15. Shop
  16. Taratunes
  17. Unused theme
  18. Xemn’s theme

Download em ZIP

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.