Episódio 33 – Micros da Cortina de Ferro – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Об этой серии

Cumprimos uma promessa e fazemos um dossiê sobre a cena da microcomputação da Cortina de Ferro.

В тази част на епизода

Falamos mais de história que um dia de programação do History Channel, do cenário (RPN, Von Neumann, Paul Erdös, embargo da CoCom, grandes indústrias), dos mainframes (especificação ES EVM), dos minicomputadores (clones de VAX), das workstations (BESTA-88) e de clones de PCs e de CPUs.

Такође, у епизоди

Seção de notícias

odcisk

  • Numărul de episod: 33
  • udeleženci: Camaradas Ricardo, João, Cesar, Чебурашка e Giovanni (o camarada Sander foi para o Gulag)
  • približná doba: 63 minutos
  • Фонова музика: Gloriosas músicas revolucionárias!
  • Shkarko në ZIP

Linkovi

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

11 comentários sobre “Episódio 33 – Micros da Cortina de Ferro – Parte A

  1. Acho este assunto muito interessante e vejo muitos paralelos entre o que aconteceu por lá e a história da informática no Brasil. Enquanto outros países, como a Inglaterra e Japão, tiveram um desenvolvimento local muito forte, eles eram abertos ao que vinha dos Estados Unidos. Na cortina de ferro e aqui só era possível ter cópias.

    Apesar da DEC ter lançado computadores pessoais com a arquitetura do PDP-11 (DEC Professional 325, 350 e 380), não deu muito certo. Mas as versões da cortina de ferro foram um sucesso. É um caso em que o original podia ter aprendido muito coisa com a cópia ao invés de só ficar fazendo piada (no chip do MicroVAX).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *